Qualidade de vida

Algarve lança “Next.Mov” para ser a região mais inteligente

Esta casa fica na Praia da Luz, em Lagos, e foi construída em 2012.

Comunidade Intermunicipal do Algarve anunciou o "Next.Mov -- Smart Region Summit", para pôr a região com um dos melhores níveis de qualidade de vida.

A Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) anunciou esta segunda-feira o “Next.Mov — Smart Region Summit”, o evento que marca o início de um projeto que pretende colocar a região com um dos melhores níveis de qualidade de vida do mundo.

O evento marcado para 18 e 19 de maio serve, de acordo com o presidente da AMAL, Jorge Botelho, para “que no Algarve haja esta consciencialização de que o futuro é logo ali e que os municípios e a própria região têm de dar passos concretos” para tornarem o Algarve como a “região ‘top’ a nível mundial em termos de qualidade de vida” nos próximos anos.

O “Next.Mov — Smart Region Summit” vai decorrer no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, e abordará os temas da mobilidade sustentável e da modernização digital e administrativa.

Este é o primeiro evento nacional de regiões inteligentes e a AMAL explica que está a coordenar juntamente com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve um plano de investimentos de cerca de 25 milhões de euros.

Jorge Botelho contou à Lusa que a ideia é implementar até 2020 um conjunto de medidas substanciais, resultantes de um plano que a AMAL está a desenvolver, e preparar medidas para serem implementadas no próximo quadro de apoio.

O recinto do evento vai contar com espaços especializados, nomeadamente o “Next.Mov — Smart Region Summit” que vai mostrar o que está em curso na região do Algarve em matéria de sistemas inteligentes e as variadas ofertas de serviços no domínio da transformação digital nacional.

Com este projeto, “o que estamos a fazer é ir ao encontro daquilo que é uma especialização da própria região, transportando-a para uma região mais móvel, com mobilidade mais suave, com novas tecnologias e capaz de responder aos desafios do futuro”, explicou Jorge Botelho.

A Região de Turismo do Algarve vai coordenar o espaço “Cycling&Walking” onde serão promovidos modos de mobilidade suave e as grandes rotas pedonais e cicláveis regionais.

O espaço “Mobi.show” vai apresentar novidades, produtos, equipamentos, sistemas e material circundante e serviços de mobilidade de pessoas e bens nos vários modos e é apontada pela organização como a maior montra de mobilidade elétrica de Portugal até ao momento.

A Associação Nacional de Jovens Empresários e o Centro Regional de Inovação do Algarve (CRIA), da Universidade do Algarve, vão estar a cargo do espaço “Start-Up” onde serão divulgadas novas soluções em termos de sistemas inteligentes para transformação digital, mobilidade e transportes.

Jorge Botelho enfatizou que este é um processo que tem de envolver toda a população e, por isso mesmo, vai envolver as universidades e as escolas através do espaço “Universidade”, que servirá de montra para o que as universidades portuguesas estão a fazer em termos de investigação e desenvolvimento de sistemas inteligentes.

O evento vai ainda contar com um programa de seminários e debates.

O debate “Sistemas inteligentes para uma mobilidade sustentável” é apontado pela organização como a principal discussão deste evento, que contará ainda com uma iniciativa sobre o transporte público de passageiros, a mobilidade elétrica e a mobilidade turística.

A Associação Nacional de Freguesias participa neste evento no domínio da transformação digital e vai avançar com o espaço “Freguesia Digital”.

“Na prática, é atuar para mudar a forma como a região trata das suas mobilidades e a forma como encara o futuro em termos tecnológicos e em termos de aproximação das nossas terras, umas com as outras”, concluiu Jorge Botelho.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Sede Caixa Geral de Depósitos, em Lisboa

As respostas da CGD sobre o plano de recapitalização

london-eye-778872_1280

Brexit. Empresas portuguesas já têm plano B

José Morgado, CEO do Montepio

Montepio reduz prejuízo para 86,5 milhões e promete lucros em 2017

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Algarve lança “Next.Mov” para ser a região mais inteligente