Deco Proteste tem garrafeira digital e promete "preços amigos do consumidor"

São nove os packs disponíveis na Garrafeira Deco Proteste, com seis, doze ou 24 garrafas, entre ofertas de vinho ou de cerveja. Tudo de produtores nacionais e com descontos que "chegam aos 30%"

Ilídia Pinto
Garrafeira digital Deco Proteste © Direitos Reservados

Uma garrafeira digital é a mais recente aposta da Deco Proteste, um espaço dedicado a apreciadores de vinhos, espumantes e cervejas artesanais portugueses, onde estes poderão encontrar "preços especiais", que chegam aos 30% de desconto, anuncia a organização de defesa do consumidor. Inscritos estão já quase 200 consumidores.

Em comunicado, a Deco Proteste explica que, para "aproveitar os melhores preços", os consumidores terão de aceder e registar-se no site www.garrafeiradecoproteste.pt. Aí têm nove packs distintos, com seis, doze ou 24 garrafas, à escolha. A compra é feita no site do parceiro, com o código de desconto disponível na garrafeira digital, e a entrega será recebida em casa na morada indicada. São produtos premium, diz, e que passaram pela apreciação de um painel de provadores profissionais da Associação dos Escanções de Portugal.

"A criação deste projeto teve por base a noção de que os portugueses são grandes apreciadores de vinho e de cervejas, embora nem sempre saibam escolher os melhores produtos. A plataforma apresenta vinhos, espumantes e cervejas artesanais portugueses com as maiores garantias de qualidade a preços acessíveis ao consumidor", pode ler-se no comunicado. Que sublinha, ainda, que este projeto pretende ser "mais um estimulador para os negócios das empresas portuguesas neste setor, oferecendo, simultaneamente, uma ferramenta de informação e descontos sobre os melhores vinhos, espumantes e cervejas artesanais e nacionais para os consumidores".

Questionada, esta entidade recusa a existência de qualquer conflito entre a sua atividade de edição da revista Deco Proteste, onde procede a estudos comparativos de diversos produtos existentes no mercado, e a criação desta garrafeira digital. "De todo. A Deco Proteste procura ajudar os consumidores a fazerem as melhores escolhas de forma informada, mas, pela sua capacidade agregadora, obtém, também, vantagens para compras coletivas com descontos que um consumidor, isoladamente, nunca conseguiria", explicou ao Dinheiro Vivo Rita Pinho Rodrigues.

"Não entendemos que isso coloque em causa a independência da instituição ou dos testes que fazemos, não é por isso que nos deixamos influenciar", garante, ainda, a Head of Pubblic Affairs & Media Relations da Deco Proteste, que lembra que esta entidade tem um Guia de Vinhos que publica anualmente quase há 20 anos. Além disso, destaca a existência de compras coletivas promovidas pela Deco Proteste "nas mais diversas áreas da mobilidade", designadamente com a venda de trotinetas e de bicicletas elétricas ou o aluguer de carros em condições especiais para os consumidores.

São quatro os packs de vinhos disponíveis, três com vinhos da Ervideira e um com produtores variados, e que incluem marcas como Cabriz, Periquita, Mateus Rosé, Muralhas de Monção, os espumantes Terras do Demo e Favaios, bem como o Moscatel de Setúbal Alambre, entre outros, com preços que vão os 39,88 euros aos 78 euros. Nas cervejas, há cinco packs distintos, todos da Vadia ou da Bemdita, e custam desde 14,04 euros a 49,50 euros. A oferta é limitada ao stock existente, mas não há informação sobre quantos packs há disponíveis nem durante quanto tempo poderão os consumidores beneficiar dos preços da garrafeira digital da Deco Proteste.

"Quanto ao stock existente este será o dos parceiros, no sentido em que a contratação é feita entre os consumidores e o parceiro diretamente. A Deco Proteste é facilitadora, garante a seleção dos produtos com a chancela da Associação de Escanções e o desconto em virtude da dimensão que representa", explica esta responsável, sublinhando que, os parceiros estão obrigados a alertar "quando deixar de existir capacidade de fornecimento",sendo que as compras efectuadas e pagas "têm a garantia de entrega".

E embora a intenção não seja alargar a oferta para além dos nove packs disponíveis, Rita Pinho Rodrigues adianta: "Estamos, em paralelo, a consultar o mercado de forma a percebermos, por um lado, o que pretendem os consumidores e desta forma adaptar a oferta às suas necessidades, por outro lado, a auscultar o mercado de forma a alargar a oferta dos parceiros com um bom desconto para o consumidor". "Quem manda são os consumidores!", garante.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG