Fundo Ambiental apoia a compra de 145 autocarros elétricos e a hidrogénio para Lisboa e Porto

Programa de 48 milhões de euros para a descarbonização das frotas de autocarros, nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto, insere-se no âmbito do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR).

Bruno Contreiras Mateus
Fundo Ambiental lançou programa de 48 milhões de euros para a descarbonização das frotas de autocarros (Imagem de arquivo) © SPENCER PLATT / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP

Com o objetivo da descarbonização das frotas que asseguram o transporte público de passageiros, o Fundo Ambiental lançou esta sexta-feira o Aviso Concurso "Descarbonização dos Transportes Públicos", aberto até dia 31 de janeiro de 2022, no valor de 48 milhões de euros, para promover a mobilidade sustentável nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto, anunciou em comunicado o gabinete do ministro do Ambiente e da Ação Climática.

"O programa visa apoiar a aquisição de novos autocarros movidos exclusivamente a eletricidade (baterias) ou a hidrogénio (pilhas de combustível) e à instalação dos correspondentes postos de carregamento. Estima-se que esta verba permita a aquisição de 145 autocarros elétricos ou a hidrogénio", pode ler-se no comunicado de imprensa.

Ainda segundo o gabinete de Matos Fernandes, esta medida, no âmbito da Componente 15 - Mobilidade Sustentável, do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), "tem como principal objetivo a promoção da utilização do transporte público através do reforço da oferta, do aumento do conforto e da qualidade de serviço prestado, assim como da descarbonização e apoio à transição energética do setor dos transportes, através da redução da emissão de gases de efeito de estufa e do aumento da incorporação de energias renováveis no setor dos transportes".

O aviso desta sexta-feira a outros três do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), com a mesma finalidade. Através dos dois primeiros, foram adquiridos 556 autocarros a gás natural e mais 153 elétricos, num investimento de 204 milhões de euros, destinados a operadores de transportes coletivos de todo o país. Já no terceiro aviso, lançado este ano, onde se excluíram as áreas metropolitanas, foram recebidas 43 candidaturas - agora em análise -, estimando-se que sejam adquiridos mais 135 autocarros com baixas emissões de gases de efeito de estufa, num investimento de 40 milhões suportado pelo Fundo de Coesão.

No total, os quatro avisos - três do PO SEUR e um do PRR - mobilizaram "151 milhões de euros do fundo de coesão que permitirão a aquisição de 989 autocarros de elevada performance ambiental, contribuindo para a descarbonização das frotas de transportes coletivos", conclui a mesma nota do Ministério do Ambiente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG