Ministério Público apreendeu 516 milhões de euros em investigações criminais em 2020

O valor de bens apreendidos ou arrestados pelo Ministério Público a suspeitos de crimes, em 2020, superou em muito os 28,6 milhões de 2019. O arresto de bens da empresária angolana Isabel dos Santos é responsável por grande parte do aumento.

Dinheiro Vivo
Isabel dos Santos. © Pedro Granadeiro/Global Imagens

O Ministério Público apreendeu ou arrestou ativos no valor de 516 milhões de euros a suspeitos de crimes no ano passado., avança o jornal Público, citando documentos da instituição.

Do total, 508 milhões dizem respeito a apenas "três situações" pendentes no Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), explica o Público. E grande parte do valor relaciona-se com o arresto de contas bancárias e outros bens da empresária angolana Isabel dos Santos, no âmbito de um pedido de cooperação judiciária internacional das autoridades angolanas e também de investigações desencadeadas pelo Ministério Público português.

Os bens podem ser depósitos bancários, acções, imóveis, viaturas automóveis, barcos, entre outros e o objetivo da apreensão é para que se o suspeito for condenado e os lucros dos crimes forem declarados perdidos a favor do Estado, este consiga efetivamente recuperar esse património. Se não existir condenação, os bens são devolvidos ao titular.

Mais Notícias

Veja Também

Outros Conteúdos GMG