Politécnico de Castelo Branco investe 200 mil euros em equipamentos ao abrigo do PRR

Equipamentos destinam-se ao apoio à aprendizagem interativa, informático e de georreferenciação.

Dinheiro Vivo/Lusa

O Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) investiu cerca de 200 mil euros, ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), em equipamento de apoio à aprendizagem interativa, informático e de georreferenciação.

"Esta nova aquisição marca o arranque do projeto Rede Politécnica A23 (A23 Polythecnic Network), aprovado no âmbito do Programa PRR, Impulso Jovens STEAM e Impulso Adultos, que contempla as formações financiadas, nas áreas da Proteção de Pessoas e Bens e das Competências Digitais, de Cursos Técnicos Superiores Profissionais, programas de pós-graduação e formações curtas direcionadas à população ativa", refere, em comunicado, esta instituição de ensino superior público.

A Rede Politécnica A23 é um consórcio liderado pelo IPCB, que integra ainda os politécnicos da Guarda e de Tomar e vai iniciar as primeiras formações no ano letivo de 2022/2023.

A sua criação foi aprovada no âmbito do PRR, com um financiamento global elegível de 4.742.000 euros.

"O investimento ronda os 200 mil euros e compreende um vasto conjunto de equipamento informático, equipamento de apoio à aprendizagem interativa, e equipamento de georreferenciação e de Sistemas de Informação Geográfica (SIG)", lê-se na nota.

O projeto procura dar resposta ao Programa Impulso Jovem para as áreas STEAM - ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemáticas e Programa Impulso Adultos.

A Rede Politécnica A23 incorpora uma rede de cerca de 60 entidades parceiras, nomeadamente empresas, instituições, comunidades intermunicipais, autarquias, associações empresariais, agrupamentos de escolas, empresas e instituições públicas.

Mais Notícias

Veja Também

Outros Conteúdos GMG