Moeda

Angola coloca 40 milhões de euros no mercado

O Banco Nacional de Angola. Fotografia: D.R.
O Banco Nacional de Angola. Fotografia: D.R.

Desde o início do ano, quando um euro valia 185,40 kwanzas, a moeda angolana já se depreciou 46,41%.

O Banco Nacional de Angola (BNA) anunciou esta terça-feira que colocou 40 milhões de euros no mercado primário na sessão de venda de divisas em leilão aos bancos comerciais realizada na segunda-feira, levando a nova depreciação do kwanza.

Segundo um comunicado, o banco central de Angola refere que, na primeira de 14 sessões previstas para outubro, em que participaram sete bancos comerciais, a moeda local voltou a depreciar-se frente à europeia, chegando à taxa média de 345,941 kwanzas/euro.

Desde o início do ano, quando um euro valia 185,40 kwanzas, a moeda angolana já se depreciou 46,41%. Na última sessão de venda em leilão de divisas, em 27 de setembro, um euro valia 344,001 kwanzas.

Em relação à moeda norte-americana, o kwanza está quase a atingir a barreira dos 300 kwanzas/dólar, atingindo os 297,926 kwanzas/dólar, uma depreciação de 44,3% desde janeiro deste ano, quando se situava nos 165,92 kwanzas/dólar. Em 27 de setembro último, o dólar valia 292,363 kwanzas.

Há uma semana, o BNA anunciou que, em outubro, vai colocar no mercado primário 650 milhões de dólares (552,5 MEuro) em divisas distribuídas por 14 sessões.

Após a sessão de segunda-feira, as restantes 13 sessões de leilões de outubro serão realizadas nos dias 03, 05, 08, 10, 12, 15, 17, 19, 22, 24, 26, 29 e 31.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Moratórias bancárias estendidas até final de setembro de 2021

covid-19 portugal corona virus

Emprego público sobe 0,9% com contratações da saúde e oficinas da CP

A ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva TIAGO PETINGA/POOL/LUSA

Prorrogada situação de contingência em Portugal continental até 14 de outubro

Angola coloca 40 milhões de euros no mercado