Coronavírus

Angola pode decretar estado de emergência a qualquer momento

João Lourenço, Presidente de Angola. Fotografia: José Sena Goulão/EPA
João Lourenço, Presidente de Angola. Fotografia: José Sena Goulão/EPA

O Conselho da República recomendou a adoção de medidas excecionais para combater a pandemia do novo coronavírus.

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, pode decretar Estado de Emergência a qualquer momento para conter a expansão e contágio do novo coronavírus em Angola, depois de uma reunião do Conselho da República que recomendou a adoção de medidas excecionais para combater a pandemia do novo coronavírus, avança o Jornal de Angola.

Segundo este diário, João Lourenço prepara-se para falar ao país sobre o que deverá ocorrer com esta medida e como ficarão, em face disso, os direitos fundamentais e garantias dos cidadãos.

Neste momento, deputados da Assembleia Nacional e a Comissão Multisectorial para a Prevenção e Combate ao Covid-19 estão reunidos para analisarem os termos da medida.

Na reunião do Conselho da República, que se prolongou por mais de três horas, foram propostas medidas que visam a organização oportuna do Sistema Nacional de Saúde, de forma a garantir os cuidados de saúde aos afetados, bem como garantir o aprovisionamento logístico e tecnológico que permita a atenção médica nas quantidades previstas.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa. JOÃO RELVAS/POOL/LUSA

Governo cria complemento salarial até 350 euros para trabalhadores em lay-off

O primeiro ministro, António Costa, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa, 04 junho 2020, realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda, em Lisboa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

Banco de Fomento para Portugal com “aprovação provisória”

O primeiro ministro, António Costa, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda,  em Lisboa, 29 de maio de 2020. O Governo decidiu adiar a passagem para a terceira fase de desconfinamento na Área Metropolitana de Lisboa e criou regras especiais, sobretudo em atividades que envolvem “grande aglomerações de pessoas”.  MANUEL DE ALMEIDA/POOL/LUSA

Trabalhadores em lay-off passam a receber entre 77% e 92% do salário

Angola pode decretar estado de emergência a qualquer momento