Antes de ser candidato à UGT, o novo líder falou com Ricardo Salgado

Carlos Silva, UGT
Carlos Silva, UGT

O Secretariado Nacional da UGT aprovou, esta terça-feira, com 95% dos votos o nome de Carlos Silva para candidato à liderança da UGT. Como este é bancário no BES, teve de falar com Ricardo Salgado para poder ir em frente com o propósito.

Segundo Carlos Silva adiantou aquando da candidatura, em Maio deste ano, ao diário As Beiras, é o Espírito Santo que lhe paga um salário, e como tal sentiu-se no dever de reunir com o patrão, Ricardo Salgado, para pedir autorização para integrar a lista.

“Fiz questão de ter uma reunião com o doutor Ricardo Salgado, a quem transmiti, de forma transparente, a minha intenção”. Segundo afirmou, Ricardo Salgado, “enquanto presidente da Comissão executiva do BES, desejou-me sorte e disse que era também um fator de prestígio para o BES ter um dos seus colaboradores como secretário-geral da UGT”.

Carlos Silva foi dirigente do Sindicato dos Bancários do sul e ilhas entre 1997 e 2000 e depois integrou a direção do Sindicato do Centro, tendo sido eleito para seu presidente em 2007. Preside também à UGT de Coimbra.

Esta semana ficou aprovado como candidato à liderança da central, lugar que poderá vir a ocupar no próximo congresso da central, que se realiza a 6 e 7 de Abril de 2013. Este Congresso concretiza a saída de João Proença, uma vez que o atual secretário-geral já está no limite de mandatos. Carlos Silva não tem mais adversários nesta corrida.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, acompanhado pela ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, momentos antes de falar aos jornalistas no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, 3 de setembro de 2020. MÁRIO CRUZ/POOL/LUSA

Défice público chega a 6,1 mil milhões em agosto, mas suaviza face a julho

Fotografia: Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens

Sinistros automóveis sem seguro custaram 4,7 milhões

Bosch testes rápidos

DGS aprova testes rápidos à covid da Bosch. Primeiro evento é a Volta a Portugal

Antes de ser candidato à UGT, o novo líder falou com Ricardo Salgado