AICEP

António Casanova: “Grandes marcas devem ter posições ativas na sociedade”

António Casanova, CEO da Unilever FIMA e presidente da Univlever Espanha. Conferência AICEP 2019, na Nova SBE, em Carcavelos.
António Casanova
(Carlos Costa/Global Imagens)
António Casanova, CEO da Unilever FIMA e presidente da Univlever Espanha. Conferência AICEP 2019, na Nova SBE, em Carcavelos. António Casanova (Carlos Costa/Global Imagens)

António Casanova revela que 70% do crescimento da Unilever é feito por marcas com propósito.

“É essencial que as marcas tomem posições ativas na sociedade, mesmo que signifique menos lucros no curto prazo”. A frase é de António Casanova, CEO da Unilever FIMA e presidente da Unilever Espanha. Casanova falava durante a primeira conferência da AICEP, esta manhã, na Nova SBE, em Carcavelos.

O responsável subiu ao palco para falar sobre a relevância das marcas na competitividade e como é que estas estabelecem relações emocionais com o consumidor.

Defendendo que marcas fortes conseguem consumidores leais, António Casanova refere que “é importante a ligação e conhecimento com o consumidor para se construir um sentimento extra e depois usar a criatividade para libertar magia”. “As pessoas devem estar em primeiro lugar. É preciso passar tempo com elas para perceber como é que usam os nossos produtos”. O responsável da Uniliver salienta que conhecer as pessoas e as suas vidas é fundamental. Destaque para a emoção como motor do comportamento dos consumidores. “Temos de criar paixão pelas marcas”.

Além de criar empatia com o consumidor, há outra questão fundamental: o propósito. “Todas as grandes marcas estão a tornar-se atores sociais”, diz, demonstrando que é importante ter uma posição sobre os vários temas da sociedade, hoje em dia.

“No futuro é impensável qualquer grande marca não ser totalmente transparente quanto à sua cadeia de valor”. António Casanova acrescenta que 70% do crescimento da Unilever é feito por marcas com propósito.

No final da sua intervenção, deixa cinco palavras essenciais para a construção de uma marca relevante: propósito, foco, empatia, coragem e criatividade.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O presidente do Conselho Geral e de Supervisão da ADSE, João Proença, durante a sua audição na Comissão de Saúde, na Assembleia da República, em Lisboa, 27 de fevereiro de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

ADSE já enviou novas tabelas de preços aos privados para negociação

Mario Draghi, Presidente do Banco Central Europeu. REUTERS/Kai Pfaffenbach

BCE discutiu pacote de medidas para estimular economia na reunião de julho

Hotéis de Lisboa esgotaram

“Grandes” eventos impulsionaram aumento dos preços na hotelaria em junho

Outros conteúdos GMG
António Casanova: “Grandes marcas devem ter posições ativas na sociedade”