AICEP

António Casanova: “Grandes marcas devem ter posições ativas na sociedade”

António Casanova, CEO da Unilever FIMA e presidente da Univlever Espanha. Conferência AICEP 2019, na Nova SBE, em Carcavelos.
António Casanova
(Carlos Costa/Global Imagens)
António Casanova, CEO da Unilever FIMA e presidente da Univlever Espanha. Conferência AICEP 2019, na Nova SBE, em Carcavelos. António Casanova (Carlos Costa/Global Imagens)

António Casanova revela que 70% do crescimento da Unilever é feito por marcas com propósito.

“É essencial que as marcas tomem posições ativas na sociedade, mesmo que signifique menos lucros no curto prazo”. A frase é de António Casanova, CEO da Unilever FIMA e presidente da Unilever Espanha. Casanova falava durante a primeira conferência da AICEP, esta manhã, na Nova SBE, em Carcavelos.

O responsável subiu ao palco para falar sobre a relevância das marcas na competitividade e como é que estas estabelecem relações emocionais com o consumidor.

Defendendo que marcas fortes conseguem consumidores leais, António Casanova refere que “é importante a ligação e conhecimento com o consumidor para se construir um sentimento extra e depois usar a criatividade para libertar magia”. “As pessoas devem estar em primeiro lugar. É preciso passar tempo com elas para perceber como é que usam os nossos produtos”. O responsável da Uniliver salienta que conhecer as pessoas e as suas vidas é fundamental. Destaque para a emoção como motor do comportamento dos consumidores. “Temos de criar paixão pelas marcas”.

Além de criar empatia com o consumidor, há outra questão fundamental: o propósito. “Todas as grandes marcas estão a tornar-se atores sociais”, diz, demonstrando que é importante ter uma posição sobre os vários temas da sociedade, hoje em dia.

“No futuro é impensável qualquer grande marca não ser totalmente transparente quanto à sua cadeia de valor”. António Casanova acrescenta que 70% do crescimento da Unilever é feito por marcas com propósito.

No final da sua intervenção, deixa cinco palavras essenciais para a construção de uma marca relevante: propósito, foco, empatia, coragem e criatividade.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Foto: REUTERS/Paulo Whitaker

Bilhetes de avião 10% mais caros com imposto sobre companhias

Critina Ferreira na estreia de 'O Programa da Cristina, da SIC

SIC arranca com emissão de 30 milhões. O que deve saber antes de investir

Pedro Siza Vieira, ministro Adjunto e da Economia. Foto: REUTERS/Rafael Marchante

Governo lança empréstimo obrigacionista de 100 milhões para o turismo

Outros conteúdos GMG
António Casanova: “Grandes marcas devem ter posições ativas na sociedade”