publicidade

Anúncios de milhões que marcaram o Super Bowl 2019

Feb 3, 2019; Atlanta, GA, USA; New England Patriots linebacker Brandon King (36) lays in the confetti after Super Bowl LIII against the Los Angeles Rams at Mercedes-Benz Stadium. Mandatory Credit: Dale Zanine-USA TODAY Sports     TPX IMAGES OF THE DAY
Feb 3, 2019; Atlanta, GA, USA; New England Patriots linebacker Brandon King (36) lays in the confetti after Super Bowl LIII against the Los Angeles Rams at Mercedes-Benz Stadium. Mandatory Credit: Dale Zanine-USA TODAY Sports TPX IMAGES OF THE DAY

Todos os anos, a disputa faz-se também fora do campo. 30 segundos de anúncio ao intervalo da grande final custaram 5,25 milhões de dólares.

Os New England Patriots juntaram-se no domingo aos Pittsburgh Steleers na liderança do ‘ranking’ de vitórias no Super Bowl, ao vencerem o sexto face aos Los Angeles Rams, por 13-3, em Atlanta. Mas, a batalha não é só no campo. Fora dele, grandes marcas e empresas gastam milhões de dólares para ter a atenção dos espectadores durante o intervalo da final do campeonato que é transmitida em 180 países em 25 línguas.

Este ano, a estação de televisão CBS cobrou 5,25 milhões de dólares (cerca de 4,58 milhões de euros) por 30 segundos de anúncio publicitário durante a final do campeonato de futebol americano, ou seja, 175 mil dólares por segundo, revela o CNBC.

Em apenas uma década, o preço médio de um anúncio quase duplicou, de acordo com dados da Nielsen Media Research.

O valor pago à estação televisiva norte-americana depende da altura em que o anúncio vai para o ar (há anunciantes que pagam mais para que os seus anúncios apareçam mais cedo no jogo), da duração do anúncio e do número de anúncios (o canal pode oferecer packs que incluem spots publicitários durante outros eventos perto do Super Bowl).

Mas, é claro que pagar mais de cinco milhões de dólares por um anúncio na Super Bowl garante às marcas mais do que 30 segundos de atenção. Afinal, a maioria dos anunciantes já aprenderam como esticar a vida de qualquer anúncio da Super Bowl, com comunicados de imprensa a anunciar cada um deles, por vezes semanas antes do jogo. Sabe-se até que muitos gastam milhões na promoção dos próprios anúncios até ao dia da grande final.

Veja abaixo aqueles que foram os anúncios que geraram mais ‘burburinho’ durante e depois do evento de acordo com alguns jornais internacionais.

Stella Artois – Change Up the Usual

Sarah Jessica Parker e Jeff Bridges voltam às suas personagens Carrie Bradshaw e The Dude, respetivamente, quando chegam a um bar e alteram os seus típicos pedidos, pedindo uma cerveja Stella.

Doritos – Now it’s Hot

A Doritos apresentou um novo sabor: “Flamin’ Hot Nachos”. Para isso juntou Chance the Rapper e Backstreet Boys em “I Want It That Way” em jeito de videoclip.

Amazon – Not Everything Makes the Cut

A Amazon elegeu Harrison Ford e um cão para protagonizar o seu anúncio a promover a assistente virtual Alexa.

Pepsi – More Than OK

A viver constantemente sob a sombra da Coca-cola, a Pepsi já é conhecida pelo seu papel mais desfavorecido na publicidade. Aqui, Steve Carrel, Lil Jon e Cardi B asseguram à nação com sede que a Pepsi está bem.

Bud Light e HBO – The Bud Night

A última temporada de Guerra dos Trono pode não estrear a 14 de abril mas a HBO em parceria com a Bud Light mostraram aos fãs de futebol americano o sabor do massacre da série.

Planters – Crunch Time

Um amendoim gigante em versão “Velocidade Furiosa” para dar aos fãs de futebol americano os melhores snacks.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: direitos reservados

RGPD. Um ano depois, mercado português pede maturidade e legislação

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Outros conteúdos GMG
Anúncios de milhões que marcaram o Super Bowl 2019