Seguros

Generali compra Tranquilidade ao fundo Apollo por 600 milhões

Peter Brito e Cunha foi presidente da Tranquilidade
Peter Brito e Cunha foi presidente da Tranquilidade

Grupo Generali vai comprar a Seguradoras Unidas, dona da Tranquilidade

A Apollo chegou a acordo com o grupo Generali para a venda da Seguradoras Unidas, dona da Tranquilidade e da Açoreana, e da AdvanceCare, informa o fundo norte-americano em comunicado.

“Entidades maioritariamente detidas por fundos de investimento geridos por subsidiárias da Apollo Global Management chegam a acordo com o Grupo Generali para a venda da Seguradoras Unidas e da AdvanceCare”, informa a Apollo em comunicado, sem indicar valores das transações.

O grupo adianta que o “acordo será agora sujeito ao necessário processo de aprovação regulatória”.

Segundo as agências Reuters e Bloomberg, o grupo segurador italiano vai pagar 600 milhões de euros pelas seguradoras que antes pertenciam ao universo Espírito Santo. A Bloomberg, avança ainda que a Generali vai pagar ao fundo norte-americano 510 milhões de euros pela Seguradoras Unidas e 90 milhões pela AdvanceCare.

A Seguradoras Unidas é a companhia de seguros em Portugal que detém as marcas Tranquilidade, Açoreana e LOGO, tendo 15,5% da quota de mercado não-vida e 1,5 milhões de clientes.

Por seu lado, a AdvanceCare é um sistema integrado de saúde presente no mercado desde 1998, tendo um milhão de clientes sob sua gestão.

“Esta transação ocorre num momento natural da evolução da Seguradoras Unidas e AdvanceCare”, adianta a Apollo, acrescentando que “as empresas estão hoje mais fortes, numa tendência clara de crescimento e de melhoria de rentabilidade, suportadas numa excelente reputação e em indicadores financeiros sólidos”.

No documento, a Apollo refere-se ao Grupo Generali como um dos maiores grupos seguradores e de gestão de ativos do mundo, presente em 50 países e tendo atingido um total de prémios de mais de 66 mil milhões de euros no ano passado.

A imprensa tinha noticiado, em abril, que o grupo Apollo estava em contacto com vários investidores para vender a Seguradoras Unidas, que foi acusada no cartel das seguradoras no ano passado.

Em fevereiro, a Autoridade da Concorrência isentou-a de pagar a multa por ter sido quem denunciou o cartel.

A seguradora Tranquilidade pertencia ao Grupo Espírito Santo (GES) e passou na resolução do Banco Espírito Santo (BES) para o Novo Banco – a instituição de transição resultante da resolução do BES -, tendo sido comprada pelo fundo de investimento Apollo em janeiro de 2015, num negócio em torno de 215 milhões de euros, dos quais 50 milhões de euros em dinheiro e mais de 150 milhões de euros para reforçar os capitais da instituição, segundo notícias da altura.

Já em 2016 a Apollo ficou com a Açoreana, seguradora do Banif antes da resolução do banco, e formou o grupo Seguradoras Unidas (que junta Tranquilidade e Açoreana).

Em 2017, o grupo fez um programa de reestruturação com a saída por acordo de trabalhadores, ficando com cerca 1.000 funcionários.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Vista aérea da Praça dos Restauradores em Lisboa, Portugal, 24 Março de 2020. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

A economia entrou em estado de quarentena

Lisboa, 10/05/2019 - Vida do Dinheiro (DN-TSF) - Isabel Furtado, presidente da Cotec e da TMG.
Isabel Furtado
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Covid-19: “Medidas têm de ser estratégicas e não apenas imediatas e impulsivas”

Ursula  von der Leyen, presidente da Comissão Europeia. Fotografia: Kenzo Tribouillard/AFP

Comissão Europeia vai rever proposta de orçamento da UE

Generali compra Tranquilidade ao fundo Apollo por 600 milhões