Assunção Cristas desafia Governo a antecipar entrega do Orçamento do Estado

Assunção Cristas desafiou o Governo a apresentar o Orçamento do Estado na totalidade antes do limite de 15 de outubro

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, desafiou hoje o Governo a apresentar o Orçamento do Estado (OE) na totalidade antes do limite de 15 de outubro, para não estar a "fazer anúncios todos os dias, a conta-gotas".

"O que desafiamos é que se o Governo quer ir por aí, então que apresente o desenho final do Orçamento do Estado. O dia 15 de outubro é só uma data limite, pode ser apresentado o Orçamento em qualquer momento", afirmou Assunção Cristas.

A líder centrista advertiu que, se o executivo "não tem capacidade para o apresentar antes, então, talvez fosse mais prudente não fazer anúncios todos os dias, a conta-gotas".

Assunção Cristas falava aos jornalistas no final de um jantar na União das Associações do Comércio e Serviços, em Lisboa, enquanto candidata à Câmara da capital da coligação "Pela Nossa Lisboa" (CDS-PP/MPT(PPM).

Referindo-se aos anúncios do ministro das Finanças sobre o desagravamento fiscal nos escalões de IRS, a presidente do CDS apontou que Mário Centeno disse que "será uma diminuição do IRS para todas as pessoas, mas em formato ainda a definir".

"Como todos sabemos, os resultados e a eficácia das medidas está no seu detalhe e no seu desenho final", sustentou.

Para Assunção Cristas, "a forma de fazer política é com documentos, é com compromissos, é com projetos de lei".

"O Governo tem esse instrumento que é o Orçamento do Estado, deverá apresentar no parlamento e, se o quiser fazer de forma clara e transparente, deverá ser quanto antes, porque promessas temo-las ouvido todos os anos", declarou.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de