Grécia

Atenas põe fim ao controlo de capitais iniciado no verão de 2015

Primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis. REUTERS/Costas Baltas
Primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis. REUTERS/Costas Baltas

Fim das restrições está marcado para 1 de setembro.

Grécia pôs fim ao controlo de capitais iniciado no verão de 2015, após uma corrida aos depósitos bancários de três semanas, que só permitia levantar 60 euros por dia nas caixas multibanco.

O primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, anunciou hoje no Parlamento o fim destas medidas, que surgiram em plena crise que opôs o Governo de Alexis Tsipras e as instituições credoras do país.

“Hoje põe-se fim a quatro anos de incerteza. Hoje acabou finalmente o controlo de capitais e começou um novo ciclo de otimismo para a economia e para a banca grega”, disse Mitsotakis.

O ministro das Finanças grego, Jristos Staikuras, por sua vez, afirmou que o controlo de capitais será eliminado a partir de 1 de setembro deste ano.

A decisão foi tomada por recomendação do governador do Banco da Grécia, Yannis Sturnaras, que explicou que o crescimento continuado dos depósitos bancários “é um sinal” de que chegou o momento para levantar as últimas restrições.

Nos últimos anos, o governo de Tsipras levantou gradualmente as restrições mais penalizadoras, mas ficaram algumas, como o limite dos 100.000 euros que as empresas podem pagar aos seus clientes no estrangeiro.

Eliminou-se também o limite de 10.000 euros que cada grego pode levar quando viaja para o estrangeiro.

O teto de 4.000 euros que cada pessoa pode transferir para o estrangeiro de dois em dois meses também é abolido.

Outras das restrições que ainda estavam em vigor, nomeadamente transferir dinheiro para comprar joias, obras de arte e pagar jogos de sorte ou azar, deixaram de existir.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, e Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.  MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salários, crédito, moratórias e rendas. O que vai ajudar famílias e empresas

EPA/Enric Fontcuberta

Mais de 100 mil recibos verdes candidataram-se ao apoio à redução da atividade

A ministra da Saúde, Marta Temido.. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

295 mortos e 11 278 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Atenas põe fim ao controlo de capitais iniciado no verão de 2015