Fortunas

Espanhóis pedem informação sobre transferência de património para Portugal

Imagem de maio de 2019: Pedro Sánchez (PSOE) com Pablo Iglesias (Unidas Podemos) (REUTERS/Juan Medina)
Imagem de maio de 2019: Pedro Sánchez (PSOE) com Pablo Iglesias (Unidas Podemos) (REUTERS/Juan Medina)

Há contribuintes espanhóis preocupados com a política fiscal do novo Governo de esquerda. Associação Espanhola dos Consultores Fiscais fala em “aumento assinalável” de pedidos de esclarecimento.

A Associação Espanhola dos Consultores Fiscais (AEDAF) detetou um “aumento assinalável” de pedidos de esclarecimento sobre uma eventual transferência de património para Portugal de contribuintes espanhóis preocupados com a política fiscal do novo Governo espanhol de esquerda.

“Estamos a receber nos últimos meses um aumento assinalável de consultas de contribuintes espanhóis muito preocupados com a alteração das medidas fiscais” que pode ser aprovada em breve, disse hoje à agência Lusa a presidente da AEDAF.

Para Stella Raventós, apesar de a coligação governamental entre o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) e o Unidas Podemos (extrema-esquerda) “ainda não ter concretizado” as medidas que vai tomar, muitos residentes com um “património importante” estão a avaliar uma eventual ida para Portugal.

Trata-se, na sua grande maioria, de pessoas que já não trabalham, mas receiam um aumento dos impostos sobre o rendimento, património, heranças e doações.

O Governo espanhol, que tomou posse em meados de janeiro, já indicou que pretende aprovar o Orçamento para 2020 “até ao verão”, onde se prevê um agravamento dos impostos.

“Muitos contribuintes espanhóis avaliam se devem mudar-se fisicamente para Portugal, levando os seus patrimónios para um país com um regime atrativo para os não residentes”, afirmou Stella Raventós.

A presidente da AEDAF avançou que são fatores “muito importantes” o facto de ser “um país vizinho, de pessoas amáveis, não havendo um problema de língua para os espanhóis”.

Raventós acrescentou que também há cidadãos do Reino Unido que, com a saída do país da União Europeia, estão a fazer consultas sobre a sua ida para Portugal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno 
(EPA-EFE/PATRICIA DE MELO MOREIRA)

Lentidão nos reembolsos fazem disparar IRS em plena crise

Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Costa. Plano de rotas da TAP “não tem credibilidade”

portugal covid 19 coronavirus

1342 mortos e 31007 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Espanhóis pedem informação sobre transferência de património para Portugal