Construção

Autarquias licenciam mais 18,8% de obras de reabilitação até fevereiro

A construção é um dos setores mais afetados pela falta de mão de obra. Fotografia: Yuriko Nakao/ Reuters
A construção é um dos setores mais afetados pela falta de mão de obra. Fotografia: Yuriko Nakao/ Reuters

As câmaras municipais licenciaram 2.248 obras de construção e reabilitação de edifícios habitacionais até fevereiro.

As câmaras municipais licenciaram 2.248 obras de construção e reabilitação de edifícios habitacionais até fevereiro, mais 18,8% face a igual período do ano passado, anunciou esta segunda-feira a Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN).

Segundo a AICCOPN, o número de fogos licenciados em construções novas registou um crescimento de 19,6%, em resultado do licenciamento da construção de 2.627 alojamentos.

Até fevereiro, o consumo de cimento no mercado português atingiu as 436 mil toneladas, correspondendo a um aumento de 8,2%, em relação a igual período do ano anterior.

Quanto ao ‘stock’ de crédito concedido pelas instituições financeiras às empresas do setor da construção e imobiliário registou-se, em fevereiro, uma queda de 2,7%, em termos homólogos.

O ‘stock’ de crédito à habitação concedido pelas instituições financeiras a particulares diminuiu em 1,5%, totalizando 92.860 milhões de euros.

Já o novo crédito concedido para aquisição de habitação teve uma subida de 21%, lê-se no comunicado.

Quanto ao valor médio da avaliação bancária na habitação apurou-se, em fevereiro, um aumento de 4,6% em termos homólogos, fixando-se em 1.160 euros por metro quadrado (m2).

Nos apartamentos, o valor fixou-se em 1.213 euros por m2, em resultado de um acréscimo de 5,2%, em termos homólogos.

Nas moradias, o valor médio de avaliação bancária foi de 1.065 euros, o que se traduziu num aumento de 3,4%, face a fevereiro do ano passado.

Por região, no Algarve foram licenciados 213 fogos em construções novas até fevereiro, o que representou um aumento de 17,0%, em termos homólogos.

Destes, 42,7% são de tipologia T2 e 27,2% de tipologia T3.

Quanto aos valores de avaliação bancária na habitação nesta região verificou-se, em fevereiro, um aumento em termos homólogos, de 5,4% para 1.454 euros por m2.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), esta tarde na Assembleia da República, em Lisboa, 09 de janeiro de 2020. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Subida do PIB em 2019 chega aos 2,2% com revisão nas exportações de serviços

Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Novo Banco prevê redução de 1,7 mil milhões de malparado em 2020

Sede do Novo Banco, ex-BES, na Avenida da Liberdade.
(Ângelo Lucasl / Global Imagens )

Novo Banco não afasta que possa vir a pedir mais capital ao Fundo de Resolução

Autarquias licenciam mais 18,8% de obras de reabilitação até fevereiro