Dinheiro Vivo TV

Aveiras de Cima: camiões de serviços mínimos com escolta

A carregar player...

Dispositivo de segurança impediu acesso dos grevistas à saída dos camiões. Circulação decorreu sem percalços

Cerca de uma três dezenas de camionistas grevistas acompanharam, separados por uma grade, a saída dos camiões de combustível da CLC de Aveiras de Cima.

Apesar da greve, que arrancou à meia-noite, as saídas decorreram sem percalços, tendo sido os camiões conduzidos por motoristas a cumprir com os serviços mínimos estipulados pelo Governo a acompanhados por escolta policial.

As autoridades impuseram fortes medidas de segurança, impedindo ao acesso dos grevistas à zona da rotunda, na entrada da CLC, tendo ainda posicionado GNR e carros patrulha nos acessos a Aveiras de Cima.

O Governo acusou o sindicato de não ter cumprido com os serviços mínimos, informação desmentida pelo Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas, tendo avançado com a requisição civil.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Exportações, TIC, Taiwan

Portugal exporta mais talento e tecnologia. Taiwan ganha força

Lisboa, 19/7/2019 - Eduardo Marques, Presidente da AEPSA- Associação das Empresas Portuguesas para o Sector do Ambiente-  uma associação empresarial, criada em 1994, que representa e defende os interesses coletivos das empresas privadas com intervenção no setor do ambiente,
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Eduardo Marques. “Há um grande espaço para aumentar as tarifas da água”

Jorge Leite. Fotografia: CGTP-IN

Morreu Jorge Leite, o jurista do Trabalho que defrontou a troika

Outros conteúdos GMG
Aveiras de Cima: camiões de serviços mínimos com escolta