Banca espanhola precisa de “muito mais capital” para recuperar a confiança dos mercados

Os bancos espanhóis precisam de “muito mais capital” para recuperar a confiança dos mercados, de acordo com a revista britânica The Economist. Segundo as suas contas, a banca do país vizinho vai precisar entre 60 mil milhões e 80 mil milhões de euros adicionais.

Num artigo intitulado “Falsa cimeira”, a publicação, citada pelo Expansíon, recorda que o FMI também acredita que os bancos precisam de mais financiamento, apesar de não revelar a quantia.

Assim, para as entidades financeiras espanholas vai ser “difícil” angariar capital privado, pelo que o “problema vai passar para o Governo”, cujas finanças estão debaixo de escrutínio”, ou optar pela solução do “fundo de resgate europeu”.

Perante a possibilidade de Espanha ter de recorrer aos fundos europeus para angariar o capital que os bancos precisam, a revista avisa de que o “poder dos fundos é mais limitado do que se tem dito”.

A The Economist reconhece os esforços do Governo de Mariano Rajoy que tem conseguido que “poucos investidores duvidem agora dos créditos hipotecários dos bancos”, já que conseguiram boas provisões para cobrir a falta de pagamentos. Apesar de tudo, a publicação avisa que a maior preocupação agora são “os outros empréstimos” para os que “apenas há provisões”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Zeinal Bava e Henrique Granadeiro.

Fotografia: Nuno Fox / Global Imagens

Henrique Granadeiro e Zeinal Bava constituídos arguidos

Ministério das Finanças

Estado com excedente de 625 milhões de euros em janeiro

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: MÁRIO CRUZ/LUSA

CGD. Domingues é o foco da nova comissão de inquérito

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Banca espanhola precisa de “muito mais capital” para recuperar a confiança dos mercados