Comissões bancárias

Banco CTT começa a cobrar anuidades nos cartões

(Amin Chaar / Global Imagens)
(Amin Chaar / Global Imagens) Fotografia: D.R.

Banco conhecido por não ter anuidades começou a cobrar alguns serviços em novo preçário que entrou em vigor na segunda, mas a maioria continua isenta

A notícia pode desagradar a alguns clientes do Banco CTT. Este banco privado que pertence aos CTT foi criado em agosto de 2015 apresentando-se como um “banco zero”, o que significava que não tinha anuidades nem comissões praticadas por outros bancos.

Agora, um novo preçário (pode vê-lo aqui) que acaba de entrar em vigor esta segunda-feira e noticiado inicialmente pelo Jornal Económico inclui novidades que incluem o pagamento de serviços que, antes, eram gratuitos.

No entanto, apesar de confirmar que o cartão de débito, “um bem físico expedido para todos os clientes, terá uma anuidade de 15 euros associada”, o banco indica-nos que “estarão isentos os clientes com utilização regular do cartão de débito BCTT (Banco CTT) ou clientes com menos de 25 anos de idade”.

O Banco CTT continua, explicando que “quer continuar a ser um dos bancos mais competitivos do mercado pelo que mantém-se sem comissão no serviço MBway, sem comissão de manutenção, sem custos nas transferências nos canais digitais e sem comissão no cartão de crédito BCTT”.

Ou seja, a entidade explica que “os clientes com uso regular do seu cartão continuarão isentos de qualquer comissão, sendo que os restantes pagarão 15€/ano, ficando muito abaixo dos 80-100€/ano que os principais bancos do mercado cobram, em média, por serviços comparáveis”.

Alguns dos serviços pagos:

– Emissão do cartão de débito custa 15 euros e o cartão provisório terá um custo de cinco euros (a que acresce 4% do imposto de selo)

– Cartão de crédito continua isento de pagamento, mas a sua substituição terá um custo de 15 euros (mais o imposto de sele de 4%)

– Levantamentos ao balcão passam a custar 4,5 euros no segundo levantamento bancário (a que acresce 4$ de imposto de selo).

– Alteração de titularidade custa agora sete euros.

O Banco CTT esmiúça, depois, que a comissão no cartão de débito “ocorrerá no mês de aniversário do cartão, com início em abril de 2020 e será comunicada aos clientes com antecedência de 60 dias à data de aniversário do cartão”. Os clientes novos já depois de 24 de fevereiro só irão ver a comissão ser cobrada a partir de março 2020.

“Os clientes novos irão sempre pagar a primeira anuidade, com exceção dos clientes com menos de 25 anos. Nas anuidades seguintes, desde que sejam utilizadores frequentes do cartão de débito BCTT (em compras) poderão acumular descontos até ao valor total da comissão”, explica o banco. O DV sabe também que para obter a tal isenção são necessários 20 pagamentos mensais, incluindo os pagamentos feitos por Mbway.

(notícia atualizada às 15h30 com posição oficial do Banco CTT)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, e Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.  MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salários, crédito, moratórias e rendas. O que vai ajudar famílias e empresas

EPA/Enric Fontcuberta

Mais de 100 mil recibos verdes candidataram-se ao apoio à redução da atividade

A ministra da Saúde, Marta Temido.. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

295 mortos e 11 278 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Banco CTT começa a cobrar anuidades nos cartões