Banco Standard Chartered abre primeira filial em Angola com olho na China

ng3107938

Mais um passo no reforço do eixo Angola-China. O banco inglês Standard Chartered anunciou a abertura de uma subsidiária em Angola em parceria com a seguradora ENSA. Ler comunicado aqui.

Desta união vai nascer o Banco Standard Chartered Angola, detido a 60% por esta instituição bancária e a 40% pela seguradora local. Liderado pelo empresário angolano Miguel Miguel, este novo banco vai dar especial atenção às oportunidades de negócios com a China.

Leia também: Angola dá
prioridade às relações com China, Índia e Japão

“Angola é um país excitante, a terceira maior economia da África subsariana e o maior parceiro da China neste continente”, destaca V. Shankar, diretor executivo do grupo Standard Chartered para a Europa, Médio Oriente, África e América.

Satisfeito com o facto de o Standard Chartered ser o primeiro grande banco internacional a instalar-se neste mercado em tão rápido crescimento, V. Shankar diz que a parceria com a ENSA irá permitir “aprofundar as relações com os clientes actuais e ganhar novos negócios e apoiar o comércio e investimentos entre Angola e a rede na Ásia, África e Médio Oriente.”

Leia também: Petrolífera Chinesa
quer investir 14,6 mil milhões de euros em África nos próximos
cinco anos

O banco destaca ainda o facto de Angola ser rica em commodities, incluindo reservas significativas de petróleo e gás (2.º maior da África subsariana) e diamantes, além de ter depósitos minerais em grande parte inexploradas, incluindo ferro, cobre, fosfato e urânio.

Em 2012, este corredor comercial valia mais de 35 mil milhões de dólares (26 mil milhões de euros). Em África, o banco tem vindo a apostar na assistência às empresas, com ferramentas financeiras conselhos estratégicos às empresas chinesas.

A Standard Chartered destaca a “longa história e um registo de sucesso em lidar com este setor a nível mundial oferecendo uma profunda mais-valia e entregando valor aos negócios através do financiamento de projetos, aquisições e exportações.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), esta tarde na Assembleia da República, em Lisboa, 09 de janeiro de 2020. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Subida do PIB em 2019 chega aos 2,2% com revisão nas exportações de serviços

Foto - Leonardo Negrao

Deco: seguros de saúde não cobrem coronavírus, seguros de vida sim

Foto: D.R.

Easyjet. Ligações de Portugal com Itália não serão afetadas, por enquanto

Banco Standard Chartered abre primeira filial em Angola com olho na China