Bancos fecharam 202 balcões e perderam 1200 trabalhadores em 2020

A banca encerrou 5% das agências bancárias existentes no país em 2020, depois de no ano anterior ter fechado 2,4% dos balcões, segundo dados da APB.

Os bancos fecharam 202 agências em Portugal em 2020 e perderam quase 1200 trabalhadores, acelerando a tendência de emagrecimento que o setor tem levado a cabo anualmente.

Os dados foram divulgados esta quarta-feira pela Associação Portuguesa de Bancos (APB) e mostram que 5% dos balcões bancários do país desapareceram no ano passado. Os bancos fecharam o ano de 2020 com um total de 3826 agências bancárias.

Quanto ao número de trabalhadores do setor, foi reduzido em 2,9% para 40475. São menos 1198 trabalhadores do que o número registado no final de 2019.

Estes dados representam um acelerar da redução da estrutura do setor. Entre 2019 e 2020 os bancos fecharam 2,4% dos balcões e perderam 1,9% dos seus trabalhadores.

Os lucros dos bancos foram afetados em 2020 pela crise provocada pelas medidas fortemente restritivas adotadas pelo Governo no âmbito da epidemia do novo coronavírus. A criação de moratórias para evitar a subida do incumprimento por parte das famílias e das empresas, e para lhes dar margem em termos de liquidez, levou os bancos a terem de constituir provisões para fazer face a eventuais perdas futuras.

No total, os lucros do setor afundaram 77%, ou 1428 milhões de euros, caindo de 1863 milhões de euros em 2019 para 435 em 2020, refere a APB.

A margem financeira da banca caiu 4,2% e o produto bancário recuou 3,1%, enquanto as comissões líquidas diminuíram 4,5%.

Atualizada às 13H15 com mais informação

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de