desigualdade

BCE garante ter reduzido disparidades entre homens e mulheres

REUTERS/Alex Grimm (GERMANY)/File Photo
REUTERS/Alex Grimm (GERMANY)/File Photo

BCE apresentou hoje as conclusões de um estudo sobre diferenças entre géneros.

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou hoje que reduziu desde 2011 as diferenças entre mulheres e homens em postos executivos e na possibilidade de ascensão de carreira.

O BCE publicou hoje um estudo que assegura que, desde que introduziu medidas internas para impulsionar a promoção de mulheres, a diferença entre mulheres e homens diminuiu.

Antes de 2011 a probabilidade de um homem ser promovido no BCE depois de ter trabalhado dez anos na instituição era 36% mais alta do que a de uma mulher, mas este diferencial reduziu-se para 8% em 2018.

O estudo elaborado por Laura Hospido, Luc Laeven e Ana Lamo sublinha que, em geral, as mulheres pedem menos promoções no seio do BCE.

Em média, uma mulher demora nove anos a pedir uma promoção no BCE desde que ali começa a trabalhar, enquanto um homem tarda apenas seis anos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
BCE garante ter reduzido disparidades entre homens e mulheres