BCE: Mercado imobiliário na zona euro está a recuperar

Mercado recupera na zona euro
Mercado recupera na zona euro

O mercado imobiliário na zona euro parece ter ultrapassado o marasmo dos últimos anos e dá sinais de recuperação, uma tendência que, segundo o Banco Central Europeu (BCE), é provável que se continue a acentuar.

Depois do estouro das bolhas imobiliárias em alguns países, como os casos de Espanha e da Irlanda, que foram determinantes na crise financeira da zona euro, assistiu-se a uma ligeira recuperação em 2010 e 2011, mas os preços das casas voltaram a cair em 2012 e 2013.

Num relatório publicado esta terça-feira de manhã, o BCE diz que “depois de algum sobe e desce” existem, agora, “sinais crescentes de que os preços das casas na zona do euro estão finalmente em alta”. Ainda assim, o banco central, citado pelo Financial Times, alerta para o facto de, nesta fase, o movimento de recuperação parecer mais fraco do que no passado.

Na zona euro, os preços das casas, no final de março, encontravam-se 1,1% mais elevados do que um ano antes. A subida mais elevada veio da Irlanda, país em que os preços se encontravam 16,8% mais altos.

Para este movimento global na zona euro pesa, sobretudo, uma melhoria registada em países fortemente afetados pela crise europeia, como foram os casos de Portugal, Irlanda, Grécia, Chipre, Itália e Eslovénia.

Até na Alemanha e na Áustria, onde os respetivos mercados permaneceram reativamente estáveis ao longo dos últimos anos, se registaram crescimentos de 5% e 3,6%, respetivamente.

Também em Espanha o cenário mudou de figura. Dados oficiais relativos ao segundo trimestre mostram que o preço médio das casas subiu 4% quando comparado com o do ano anterior. Esta é a maior subida desde que Espanha entrou em crise, há mais de sete anos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Vítor Constâncio, na II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. TIAGO PETINGA/LUSA

BCP, Berardo e calúnias. As explicações de Constâncio no inquérito à CGD

Outros conteúdos GMG
BCE: Mercado imobiliário na zona euro está a recuperar