BCE pondera vir a cobrar aos bancos para colocarem liquidez no banco central

Mario Draghi
Mario Draghi

O Banco Central Europeu poderá vir a cortar a taxa de juro dos depósitos para valores negativos, possivelmente para -0,1%, avançaram fontes próximas do processo
à agência Bloomberg.

Atualmente a taxa paga pelo BCE para as instituições financeiras da zona euro depositarem a sua liquidez no banco central está em 0% mas poderá vir a atingir valor negativos, o que, na prática, significaria que os bancos estariam a pagar para colocar o seu dinheiro no BCE.

A confirmar-se este corte na taxa de depósitos, será uma descida de 10 pontos base e não dos habituais 25 pontos base.

Em todo o caso seria uma medida inétida, por parte do BCE, e que teria como objectivo

As fontes contactadas pela Bloomberg dizem, no entanto, que, a confirmar-se o corte na taxa de depósitos, não será dos habituais 25 pontos-base mas de apenas 10 pontos-base, ou seja, para -0,1%.

Ainda assim, por outro lado, alguns especialistas consideram que esta medida poderá vir a ter consequências negativas, nomeadamente a quebra de rentabilidade dos bancos, o que poderá penalizar a sua capacidade de
emprestar à economia. Há ainda quem considera que isto
seria um “imposto” sobre a banca.

O BCE nunca colocou de parte esta possibilidade incentivar os bancos a emprestarem uns aos outros em vez de optarem por “estacionar” liquidez no banco central. Além disso, esta pode ser uma arma para o BCE combater o risco de deflação na Zona Euro

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: EPA/PATRICK SEEGER

Bruxelas dá luz verde a Banco Português de Fomento

Exemplo de ouro numa loja de câmbio em Klaaswaal, Países Baixos. (EPA/ROBIN VAN LONKHUIJSEN)

Ouro atinge recorde e excede os 2 mil dólares

Centenas de turistas visitam todos os dias os jardins do Palácio de Cristal, no Porto. Fotografia: Leonel de Castro/Global Imagens

FMI: Portugal com perdas acima de 2% do PIB devido à quebra no turismo

BCE pondera vir a cobrar aos bancos para colocarem liquidez no banco central