Futebol

Benfica sobe e FC Porto entra no ranking dos mais ricos no futebol

Benfica - FC Porto
(Filipe Amorim / Global Imagens)
Benfica - FC Porto (Filipe Amorim / Global Imagens)

Barcelona é o novo líder do ranking dos clubes com mais receitas (840,8M€) e ultrapassa o Real Madrid (757,3M€). Benfica e FC Porto sobem na lista

Os 20 clubes de futebol com maiores ganhos do mundo geraram um valor recorde de 9,3 mil milhões de euros em 2018/2019, de acordo com a 23ª edição do estudo Football Money League do Sports Business Group da Deloitte.

O top-5 de clubes com maiores receitas nesta edição são FC Barcelona (840,8M€ de receita total), Real Madrid (757,3M€), Manchester United (711,5M€), Bayern Munich (660,1M€) e Paris Saint Germain (635,9M€) que, em conjunto, geraram mais receitas que o total dos 11 clubes classificados entre a 10ª e a 20ª posição.

Benfica e FC Porto são os clubes portugueses representados com maior destaque, com as águias a subirem seis lugares e o FC Porto a entrar no top 30. As duas equipas nacionais são caso raro no ranking, já que são poucos aqueles que são de fora das cinco principais ligas europeias (Inglaterra, Espanha, França, Itália e Alemanha). As exceções são o Ajax na 23ª posição (199,4M€), o Benfica no 24º lugar (197,7M€), o Zenit Saint Petersburg em 28º (180,3M€) e o FC Porto, que entra agora na 29ª posição (176,2M€). Estes valores refletem a importância que a participação em competições da UEFA tem nas receitas destes mercados.

Sem surpresa, além da Premier League, marcam presença no top-20 da Money League vários clubes dos outros quatro principais campeonatos europeus- a Ligue 1 de França, La Liga de Espanha, Bundesliga da Alemanha e Serie A de Itália. O Paris Saint Germain registou, na época 2018/2019, um impressionante crescimento percentual de dois dígitos em todas as suas rubricas de receitas, atingindo o 5º lugar do ranking, a sua melhor posição desde 2014/2015. O clube francês gerou 363,4M€ em receitas comerciais, o segundo maior valor na história da Money League, justificado pela contratação de cinco novos parceiros e pela extensão de contrato com seis marcas globais.

A Juventus recuperou o 10º lugar da tabela, com um aumento de receitas de mais de 60M€, registando um total de 459,7M€. A chegada de Cristiano Ronaldo, que sozinho tem mais seguidores no Instagram que o Real Madrid e o FC Barcelona juntos, levou a um crescimento das receitas comerciais do clube italiano justificado pelo aumento da visibilidade da marca e das vendas de merchandising em 2018/2019.

“A composição do top-20 mantém-se relativamente estável com apenas duas novas entradas- Olympique Lyonnais ocupa o 17º lugar e o SSC Napoli chega à 20ª posição- tendo ambos os clubes atingido fases adiantadas da Liga dos Campeões e beneficiado do novo e mais lucrativo modelo de distribuição de receitas da UEFA que entrou em vigor na época de 2018/2019” acrescenta Sam Boor.

Receitas televisivas continuam a reinar

As receitas de transmissões televisivas continuam a ser a maior fonte de receita individual, representando 44% da receita total, de acordo com o comunicado da Deloitte. A capacidade de atrair interesse comercial é um fator distintivo entre os clubes que estão no topo (os que tradicionalmente competem na Liga dos Campeões Europeus) e no fundo da Money League. O relatório também destaca que, se por um lado, um longo período fora das competições europeias, em particular da Liga dos Campeões, pode gerar um impacto significativo em termos de receita, por outro os clubes no topo da Money League estão menos dependentes das receitas televisivas, em comparação com os mais pequenos.

“O crescimento da indústria do futebol continua a ultrapassar os outros setores e os clubes no top-20 da Money League geraram no total, pela primeira vez, mais de 9 mil milhões de euros de receitas em apenas um ano” explica Dan Jones, sócio da Deloitte na área de Sports Business.

“O que é notável nesta edição é a aparente emergência do aparecimento de ‘mini-ligas’ dentro da própria Money League, com os clubes com mais receitas a distanciarem-se cada vez mais dos restantes”.

O triunfo do Barcelona este ano está muito assente no merchandising. Além de ser a primeira vez no topo, o clube catalão também se tornou o primeiro clube a ultrapassar a barreira dos 800M€. O ranking assiste a um duelo espanhol pelo segundo ano consecutivo. Contudo, as posições inverteram-se e o Real Madrid caiu para o segundo lugar sendo a diferença entre o primeiro e segundo classificado a maior desde o início do estudo (82M€).

O aumento das receitas do Barcelona deve-se, em larga escala, a uma mudança de abordagem no que diz respeito às suas operações, nomeadamente com a decisão de incorporar no clube as rubricas de merchandising e de licenciamento de atividades. O clube espanhol assume assim um maior controlo destas duas operações e deixa de depender de terceiros. Esta alteração permitiu ao Barcelona ter o controlo da promoção e venda dos seus produtos e reportar as respetivas receitas numa ótica de rendimento bruto, em vez de líquido.

“Com a previsão de um maior crescimento nas receitas comerciais, espera-se que o Barcelona mantenha a primeira posição do ranking na próxima edição, podendo, inclusivamente, atingir nos próximos anos a marca dos mil milhões de euros de receitas”.

Controlo de receitas ganha força

Nos últimos cinco anos, o total de receitas televisivas dos clubes do top-20 cresceu a um ritmo de 11% por ano, o mais elevado de todas as rubricas de receita. Os clubes não têm, no entanto, um total controlo sobre este tipo de receitas pelo que, para diferenciar o seu crescimento no futuro, terão de focar-se em maximizar as rubricas de receita sobre as quais têm uma maior influência. O desafio será fazê-lo numa altura em que o panorama do futebol é mais imprevisível que nunca.

“Os oitavos de final da Liga dos Campeões em 2019/2020, tal como o top-20 da Money League, apenas tem equipas dos cinco maiores campeonatos europeus. Os principais stakeholders estarão atentos a este facto e à importância de manter a imprevisibilidade dos resultados no futebol como forma de garantir um valor sustentável e a longo-prazo”, conclui Sam Boor.

Veja, de seguida, a lista do top 10 do ranking:

10. Juventus

Cristiano Ronaldo, jogador da Juventus. Fotografia: REUTERS/Massimo Pinca

9. Chelsea

Soccer Football - Premier League - Arsenal v Chelsea - Emirates Stadium, London, Britain - January 19, 2019 Chelsea's Ross Barkley comes on as a substitute to replace Mateo Kovacic Action Images via Reuters/John Sibley EDITORIAL USE ONLY. No use with unauthorized audio, video, data, fixture lists, club/league logos or "live" services. Online in-match use limited to 75 images, no video emulation. No use in betting, games or single club/league/player publications. Please contact your account representative for further details. - RC152D736E00

8. Tottenham

Soccer Football - Premier League - Cardiff City v Tottenham Hotspur - Cardiff City Stadium, Cardiff, Britain - January 1, 2019 Tottenham's Harry Kane celebrates scoring their first goal REUTERS/Rebecca Naden EDITORIAL USE ONLY. No use with unauthorized audio, video, data, fixture lists, club/league logos or "live" services. Online in-match use limited to 75 images, no video emulation. No use in betting, games or single club/league/player publications. Please contact your account representative for further details. - RC1EC82F1E00

7. Liverpool

Britain Football Soccer - Liverpool v Stoke City - Premier League - Anfield - 27/12/16 Liverpool's Daniel Sturridge celebrates scoring their fourth goal with team mates Action Images via Reuters / Carl Recine Livepic EDITORIAL USE ONLY. No use with unauthorized audio, video, data, fixture lists, club/league logos or "live" services. Online in-match use limited to 45 images, no video emulation. No use in betting, games or single club/league/player publications. Please contact your account representative for further details. - 14711983

6. Manchester City

Britain Football Soccer - Manchester City v FC Barcelona - UEFA Champions League Group Stage - Group C - Etihad Stadium, Manchester, England - 1/11/16 Manchester City's Ilkay Gundogan celebrates scoring their third goal with Kevin De Bruyne Reuters / Phil Noble Livepic EDITORIAL USE ONLY. - 14658532

5. Paris Saint-Germain

epa06262749 YEARENDER 2017 SEPTEMBER Paris Saint-Germain strikers Edinson Cavani (L) and Neymar react during the UEFA Champions League Group B soccer match against the Bayern Munich at the Parc des Princes Stadium, in Paris, France, 27 September 2017. EPA/IAN LANGSDON

4. Bayern Munique

Soccer Football - Bundesliga - Bayern Munich v VfL Wolfsburg - Allianz Arena, Munich, Germany - December 21, 2019 Bayern Munich's Serge Gnabry celebrates scoring their second goal REUTERS/Michael Dalder DFL regulations prohibit any use of photographs as image sequences and/or quasi-video - RC2SZD9L7A4D

3. Manchester United

Soccer Football - Premier League - Newcastle United v Manchester United - St James' Park, Newcastle, Britain - January 2, 2019 Manchester United's Romelu Lukaku celebrates scoring their first goal REUTERS/Scott Heppell EDITORIAL USE ONLY. No use with unauthorized audio, video, data, fixture lists, club/league logos or "live" services. Online in-match use limited to 75 images, no video emulation. No use in betting, games or single club/league/player publications. Please contact your account representative for further details. - RC1937154760

2. Real Madrid

Soccer Football - La Liga Santander - Real Madrid vs Athletic Bilbao - Santiago Bernabeu, Madrid, Spain - April 18, 2018 Real Madrid's Gareth Bale in action REUTERS/Susana Vera
  1. 1. Barcelona
 REUTERS/Albert Gea - RC1D3E872180
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Joao Silva/ Global Imagens)

Preço das casas aumentou 1,7% em novembro

Kristalina Georgieva, diretora-geral do FMI. Fotografia: EPA/MICHAEL REYNOLDS

FMI corta crescimento dos maiores parceiros de Portugal: Espanha e Alemanha

Isabel dos Santos  EPA/TIAGO PETINGA

Isabel dos Santos: Angola escolheu um caminho em que “todos vão ficar a perder”

Benfica sobe e FC Porto entra no ranking dos mais ricos no futebol