BES: Banqueiros suspeitos de desviar 337 milhões

Ricardo Salgado, Álvaro Sobrinho, Hélder Bataglia e Amílcar Morais Pires são arguidos. Terão recebido quase 337 milhões de euros com origem no BES Angola.

Quatros ex-banqueiros, incluindo Ricardo Salgado, que foi presidente do Banco Espírito Santo (BES), terão alegadamente recebido 337 milhões de euros que foram desviados do BES Angola (BESA).

Os outros arguidos neste processo são Álvaro Sobrinho, ex-líder do BESA, Hélder Bataglia, ex-administrador do BESA, e Amílcar Morais Pires, ex-administrador do BES, adianta a notícia que é avançada esta segunda-feira pelo jornal Correia da Manhã.

Em maio, o Tribunal Constitucional confirmou, que Ricardo Salgado terá de pagar uma multa de 3,7 milhões de euros, por atos de gestão ruinosa.

O antigo presidente do BES ficou impedido de exercer funções em órgãos sociais da banca nos próximos 10 anos. O TC também confirmou também uma coima de 350 mil euros aplicada a Amílcar Morais Pires, antigo administrador financeiro do BES.

Uma segunda condenação contra Salgado também se tornou efetiva, com o ex-banqueiro a ter de pagar 75 mil euros por ter violado as normas relativas à prevenção do branqueamento de capitais.

O Ministério Público acusou 18 pessoas e sete empresas. No total, o produto dos alegados crimes e os prejuízos provocados montam a 11.800 milhões de euros.

O BES foi alvo de uma medida de resolução no início de agosto de 2014. Foram criados dois novos bancos, o Novo Banco e o BES 'mau', que ficou com os ativos tóxicos do antigo BES.

Em 2017, o Novo Banco foi vendido à norte-americana Lone Star, que passou a deter 75% do banco. O Fundo de Resolução bancário ficou com 25%. Desde a sua criação, o Novo Banco já engoliu mais de 11,2 mil milhões de euros em capital. Deste montante, 6.030 foi emprestado pelos contribuintes.

O conselho de administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) decidiu aplicar uma coima no valor de um milhão de euros à KPMG, antigo auditor do Banco Espírito Santo (BES).

A decisão foi tomada a 19 de setembro e foi divulgada na passada sexta-feira no site do supervisor do mercado de capitais e dos auditores.

Atualizada às 08H32 com mais informação

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de