GES

Espírito Santo Property conclui pagamento de 36 milhões a credores

Fotografia: Jorge Amaral/Global Imagens
Fotografia: Jorge Amaral/Global Imagens

O pagamento tanto a particulares como a entidades institucionais foi feito no âmbito do Plano Especial de Revitalização (PER) de maio de 2015

A Espírito Santo Property Portugal concluiu o pagamento de 36 milhões de euros de dívida a mais de 360 credores, segundo a carta enviada aos lesados do papel comercial da empresa a que a Lusa teve acesso.

O pagamento tanto a particulares como a entidades institucionais foi feito no âmbito do Plano Especial de Revitalização (PER) de maio de 2015, e significa a antecipação em cerca de um ano da conclusão do pagamento da totalidade da dívida, uma vez que estava prevista terminar em junho de 2020.

Segundo a carta a que a Lusa teve acesso, o PER aprovado com o objetivo de reestruturar a empresa e assegurar o pagamento integral das dívidas aos credores passava pela redução dos custos de funcionamento, conclusão de projetos imobiliários em curso e venda de imóveis, o que foi feito.

“As medidas foram implementadas na íntegra e a mobilização dos ativos arrestados à ordem do tribunal foi executada sempre em articulação e com a aprovação prévia das entidades judiciais, tendo como objetivo gerar os meios financeiros necessários à satisfação das expectativas e dos compromissos assumidos”, lê-se na carta.

A ES Property, que pertencia ao Grupo Espírito Santo, sob o controlo da Rio Forte, gere ativos imobiliários e desenvolve atividades de promoção imobiliária.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Carlos Costa, Governador do Banco de Portugal

BES: Processos contra Banco de Portugal caem para metade

O primeiro-ministro, António Costa, gesticula durante o debate quinzenal na Assembleia da República, em Lisboa, 19 de março de 2019. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

António Costa: “Portugal vai continuar a crescer acima da média europeia”

Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/ LUSA

Rendas na energia: João Matos Fernandes encontrou “ambiente crispado”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Espírito Santo Property conclui pagamento de 36 milhões a credores