Turismo

Best Western quer mais 30 hotéis em Portugal e Espanha

Fotografia: Gonçalo Villaverde / Global Imagens
Fotografia: Gonçalo Villaverde / Global Imagens

A rede mundial Best Western anunciou hoje que quer expandir o negócio com mais 30 hotéis em Portugal e Espanha nos próximos cinco anos

A rede mundial Best Western anunciou hoje que quer expandir o negócio com mais 30 hotéis em Portugal e Espanha nos próximos cinco anos, estando a negociar com seis novas unidades hoteleiras no país.

“A BW Best Western vai expandir o negócio a mais 30 novos hotéis no mercado espanhol e português nos próximos cinco anos, estando em curso negociações com seis novos hotéis no país”, disse o diretor de Desenvolvimento e Operações para Espanha e Portugal, Oriol Maresh, numa conferência de imprensa, em Lisboa, sobre a estratégia do grupo para os próximos anos.

De acordo com o gestor, os novos hotéis [independentes] com os quais a Best Western iniciou negociações localizam-se em Lisboa e próximo da capital portuguesa, bem como no Porto.

Em Portugal, o Hotel Inca, no Porto, e o Hotel Dom Bernardo, em Faro, são atualmente as duas unidades que operam em Portugal integradas na rede mundial Best Western, número que como indica o plano de expansão vai aumentar nos próximos cinco anos.

Quanto aos resultados, o crescimento das receitas dos hotéis em Espanha e Portugal tem sido “muito forte”, atingiu os 35% este ano, passando de 2,3 milhões de euros em 2015 para cerca de 3,2 milhões de euros.

O plano de expansão da Best Western para os próximos cinco anos passa por “uma grande aposta” na nova imagem da marca, que permitirá reforçar o posicionamento em Espanha e Portugal, mercado que considera com sendo “um território” pela sua contiguidade geográfica e devido ao perfil da procura turística.

“O aumento do fluxo de turistas para estes dois países ibéricos”, justifica o crescimento das receitas neste período”, afirmou o diretor internacional de serviços a hotéis membros, Neville Graham, lembrando ainda que a Best Western está em 100 países e dispõe de 4.100 hotéis.

Há 70 anos na indústria hoteleira, a Best Western pretende com a nova imagem e logótipo dar “um sinal de modernidade e acompanhar os tempos”, disse o responsável.

“Temos confiança na marca e no que traz para os hotéis independentes que têm sempre mais dificuldade em serem visíveis sozinhos. Damos-lhe projeção internacional e diferenciamo-los em relação à concorrência”, salientou.

A Best Western “tem vindo, cada vez mais, a investir nas novas tecnologias e nas tecnologias móveis, disse Graham, pois entende que “as aplicações móveis são a próxima geração [que impulsionará o negócio e fidelizará os clientes]”.

Assim, o grupo quer “continuar o movimento de constante renovação”, sendo que se vai “manter focada nos avanços tecnológicos”, disse Neville Graham, apostar na plataforma na Internet e na fidelização de clientes.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Best Western quer mais 30 hotéis em Portugal e Espanha