Criptomoedas

BestKoin. A moeda virtual que quer ‘revolucionar’ o setor turístico

BestKoin

Com segurança certificada pela NATO, as criptomoedas vão estar disponíveis para compra em novembro.

A BestKoin é uma moeda virtual que pretende ser utilizada por operadores turísticos e viajantes, de modo a evitar perdas tempo e transações de dinheiro entre países. A criptomoeda que quer mudar a indústria do Turismo é apresentada oficialmente esta terça-feira num evento na Quinta do Lago, no Algarve.

O objetivo da BestKoin é oferecer um ambiente seguro e transparente tanto para os fornecedores como para os viajantes. A tecnologia associada a esta criptomoeda permitirá fazer face a problemas relacionados com o transporte de grandes quantidades de dinheiro, taxas de levantamento e possíveis fraudes.

A empresa que garante a segurança online desta moeda virtual é certificada pelo NATO, pelo que a proteção de dados é outro dos benefícios diferenciadores.

Também através de uma plataforma de reservas online, a BestKoin promove a relação direta entre fornecedores e clientes, eliminando quaisquer intermediários e, reduzindo, assim os custos para todos.

“Pretende-se educar a opinião pública sobre temáticas relacionadas com as vantagens da tecnologia blockchain, assim como os benefícios das criptomoedas na economia real, para o cidadão comum”, afirma a BestKoin.

O projeto visa ainda contribuir para a regulamentação do setor, com normas transversais que permitam a coabitação com o sistema financeiro tradicional, de forma clara, regrada e transparente.

Na apresentação, marcada para as 15:00 horas, vão ser apresentadas três entidades já associadas à BestKoin que irão aceitar pagamentos na moeda virtual. As criptomoedas vão estar disponíveis para compra em novembro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
BestKoin. A moeda virtual que quer ‘revolucionar’ o setor turístico