Salários

Bloco quer aumentos mas Centeno diz que salários já estão a subir

Fotografia: MIGUEL A. LOPES/ LUSA
Fotografia: MIGUEL A. LOPES/ LUSA

Mário Centeno afirma que os salários médios estão a crescer

O ministro das Finanças, Mário Centeno, afirmou hoje que os salários médios estão a crescer, em resposta ao Bloco de Esquerda, que defendeu o aumento dos salários na função pública mas também no setor privado.

“Para o Bloco de Esquerda, a prioridade é preparar desde já o fim do congelamento salarial na Função Pública”, afirmou Mariana Mortágua, salientado que os salários dos funcionários públicos valem hoje 90% do que valiam em 2010.

Admitindo que a discussão sobre o aumento salarial “só agora começou”, a deputada bloquista defendeu também que “não se pode permitir que no privado exista estagnação salarial”.

Em resposta à deputada, o ministro das Finanças disse que o salário médio cresceu 2% em Portugal no ano passado, considerando que “há um reforço significativo da dimensão salarial” que pode ser visto também através das contribuições salariais, que estão a aumentar 7%.

Isto quer dizer, segundo simplificou o ministro, que “o salário que os portugueses levam para casa no seu conjunto está a crescer 7%”.

Numa entrevista à TSF/Dinheiro Vivo, divulgada este fim de semana, o deputado do PS João Galamba disse que “dificilmente poderá haver em cima disto aumentos salariais em 2019”, uma posição que foi contraposta pela líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

IEFP. Desemprego registado cai para mínimo de 16 anos

O ministro das Finanças, Mário Centeno MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Orçamento pode trazer novo alívio de 200 milhões de euros no IRS

Cabe à Assembleia da República apresentar uma "proposta de medida legislativa" para que a lista de subvenções volte a ser publicada.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

RGDP suspende lista de subvenções vitalícias

Outros conteúdos GMG
Bloco quer aumentos mas Centeno diz que salários já estão a subir