Bolsa

PSI20 segue em alta com Jerónimo Martins a subir mais de 5%

Foto: REUTERS/Henry Nicholls
Foto: REUTERS/Henry Nicholls

Na segunda-feira, a bolsa de Lisboa encerrou em baixa e o índice PSI20 caiu 1,91% para 3.600,00 pontos.

A bolsa de Lisboa seguia hoje em alta, mantendo a tendência da abertura, em linha com as principais praças europeias, com as ações da Jerónimo Martins a avançarem mais de 5%.

Na segunda-feira, a bolsa de Lisboa encerrou em baixa e o índice PSI20 caiu 1,91% para 3.600,00 pontos, acompanhando as descidas das principais praças europeias, maioritariamente mais acentuadas.

Hoje, pelas 08:45, o principal índice de referência, o PSI20, seguia a avançar 2,72% para 3.698,04 pontos, com os 18 títulos que o compõem a negociarem positivos, acima dos 1% de valorização.

A Ibersol e a Semapa eram as ações que mais subiam, com ganhos de 6,93% e 5,77% para 4,94 euros e 7,51 euros, respetivamente.

A Jerónimo Martins avançava, por sua vez, 5,07% para 15,43 euros, enquanto a Galp avançava 4,72% para 8,69 euros.

A EDP avançava 3,73% para 3,25 euros e o BCP avançava 3,134% para 0,10 euros. Lisboa seguia a negociar em linha com as principais bolsas europeias, que estavam hoje em alta, depois de ter sido anunciado que a cidade chinesa de Wuhan, onde começou a propagar-se o surto do Covid-19, vai levantar a quarentena em 08 de abril.

Em Portugal, os dados oficiais mais recentes contabilizam 23 mortes e 2.060 infeções confirmadas.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou na terça-feira o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Os investidores também ficaram animados com a decisão da Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed) ampliar a compra de ativos.

Contudo, analistas citados pela Efe referem que os mercados preferiam uma ação concertada globalmente de bancos centrais e Governos como a adotada na crise financeira de 2008.

Apesar das medidas adotadas pelos diversos governos e bancos centrais, o impacto da pandemia na Europa provocará uma recessão económica este ano tal e como advertiu o vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos.

A Fed anunciou que ia fazer aquisições ilimitadas de títulos de dívida pública e outros garantidos (com hipotecas).

O banco central norte-americano anunciou também um programa de 300 mil milhões de dólares (280 mil milhões de euros) para ajudar a “sustentar o fluxo de crédito aos empregadores, aos consumidores e às empresas”.

Segundo vários analistas, a economia dos EUA deve preparar-se para uns meses muito difíceis.

Hoje serão conhecidos alguns dados económicos que permitirão ter uma visão da situação económica na qual se encontra a Europa.

A pandemia também está a começar a atingir os Estados Unidos, onde são cada vez mais os estados que paralisaram a atividade económica e pediram aos cidadãos para ficarem em casa.

Na segunda-feira, a bolsa de Nova Iorque terminou com o Dow Jones a cair 3,04% para 18.591,93 pontos, o nível mais baixo desde novembro de 2016, contra 29.551,42 pontos em 12 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a recuar 0,27% para 6.860,67 pontos, contra o atual máximo de 9.817,18 pontos em 19 de fevereiro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, mas a cotar-se a 1,0835 dólares, contra 1,0751 dólares na segunda-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em maio de 2020 abriu hoje em alta, a cotar-se a 28,01 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 27,03 dólares na segunda-feira e 24,88 dólares em 18 de março, um mínimo pelo menos desde março de 2004.

(Notícia atualizada às 10h15)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Utentes à saída de um cacilheiro da Transtejo/Soflusa proveniente de Lisboa, em Cacilhas, Almada. MÁRIO CRUZ/LUSA

Salário médio nas empresas em lay-off simplificado caiu 2%

Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. Fotografia: António Cotrim/Lusa

Empresas já podem candidatar-se ao novo lay-off

App TikTok

Microsoft estará interessada na compra da operação global do TikTok

PSI20 segue em alta com Jerónimo Martins a subir mais de 5%