Mercados

Bolsa de Lisboa encerra em baixa com EDP a cair 5,09%

A assembleia geral da EDP decorreu por meios
A assembleia geral da EDP decorreu por meios

Das 18 cotadas que integram o PSI20, 13 desceram, quatro subiram e uma ficou inalterada. A EDP, que liderou as descidas, caiu 5,09% para 3,89 euros.

A bolsa de Lisboa encerrou hoje em baixa, pela segunda sessão consecutiva, com o índice PSI20 a descer 1,37% para 4.152,15 pontos, pressionado essencialmente por uma queda da EDP superior a 5%.

Das 18 cotadas que integram o PSI20, 13 desceram, quatro subiram e uma ficou inalterada. A EDP, que liderou as descidas, caiu 5,09% para 3,89 euros.

Na assembleia-geral anual da EDP realizada no dia 16 de abril foi aprovada a distribuição de dividendos relativos ao exercício de 2019 a partir de 14 de maio, pelo que as ações da empresa hoje já negociaram sem direito a dividendos.

Além da EDP, nas maiores descidas ficaram a Corticeira Amorim (4,58% para 8,95 euros), a Sonae SGPS (3,12% para 0,67 euros), os CTT (2,91% para dois euros) e a Semapa (2,87% para 8,45 euros).

A Galp perdeu 1,23% para 10,01 euros, a Novabase, cujos acionistas se reúnem hoje em assembleia-geral, cedeu 0,73% para 2,72 euros e o BCP desceu 0,43% para 0,09 euros.

A Ibersol liderou os ganhos, pelo segundo dia consecutivo, somando 1,49% para 4,10 euros.

Nas subidas ficaram ainda a EDP Renováveis (1,24% para 11,44 euros), a REN (0,82% para 2,44 euros) e a Mota-Engil (0,56% para 1,08 euros). A Jerónimo Martins ficou inalterada em 15,75 euros.

As principais bolsas europeias terminaram sem um rumo definido. Madrid subiu 1,36%, Milão 1,02% e Londres 0,93%, mas Paris e Frankfurt ficaram em terreno negativo, com descidas de 0,39% e 0,05%, respetivamente.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, acompanhado pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (Foto: Mário Cruz/Lusa)

Recuperar poder de decisão na TAP obriga Estado a pagar mais

Humberto Pedrosa é o acionista do consórcio Gateway.

TAP: Humberto Pedrosa realça a não nacionalização da empresa

Fotografia: Regis Duvignau/Reuters

TAP: Sindicato do Pessoal de Voo espera que acordo proteja postos de trabalho

Bolsa de Lisboa encerra em baixa com EDP a cair 5,09%