Cabo Verde

Bolsa de Mérito: Isabel dos Santos dá propinas e estágios

Isabel dos Santos e Astrigilda Silveira, vice-reitora para a Extensão Universitária da Universidade de Cabo Verde.
Isabel dos Santos e Astrigilda Silveira, vice-reitora para a Extensão Universitária da Universidade de Cabo Verde.

Parceria com a Universidade de Cabo Verde tem objetivo de alargar horizontes e incentivar educação naquele país africano.

África é vasta e muito diversificada mas é nesse continente que aposta quem tem projetos para o futuro. Com uma população total que excede os mil milhões de pessoas e cuja idade média fica aquém dos 20 anos, o potencial deste continente é absolutamente incrível – sobretudo por comparação com uma Europa envelhecida e mirrada (em 1900, reunia 25% da população mundial; hoje não chega a 750 milhões de pessoas, sendo a média etária de 42 anos). Mas também propõe desafios gigantes. Entre eles, destaca-se a educação que pode abrir a esta população as portas de todo o mundo, representando uma revolução no continente africano, mas também uma mais-valia incomparável para a Europa.

Se é impossível dar formação a toda a gente de uma vez, cada passo dado no sentido de levar mais longe a educação num país africano, qualquer que seja, é importante. Razão pela qual a empresária angolana Isabel dos Santos decidiu financiar propinas e estágios profissionais, numa parceria com a Universidade de Cabo Verde.

Valorizar e incentivar a educação como chave para o desenvolvimento em África é precisamente o objetivo do programa Bolsas de Mérito Isabel dos Santos, hoje anunciado, e que irá chegar a estudantes da Universidade de Cabo Verde através do pagamento integral de propinas e de um estágio curricular na operadora de telecomunicações móveis de Cabo Verde, Unitel T+, ou entidades parceiras.

“A educação básica é fundamental, mas temos de ser mais ambiciosos do que isso”, defende a empresária, justificando assim a necessidade de “criar condições para que as pessoas tenham empregos relevantes assim que saem da escola, dando-lhes a formação e as competências de que precisam para ter um papel ativo na economia – sendo que o ensino superior desempenha um papel muito relevante nesta matéria”.

O anúncio foi feito esta manhã durante a conferência Empreendedorismo Jovem e Inovação, que decorreu na Cidade da Praia e onde Isabel dos Santos foi oradora convidada. Na sua intervenção, transmitiu conselhos aos jovens estudantes, nomeadamente a ideia de que “para se ser empreendedor e inovar, não é preciso inventar, mas encontrar uma solução inovadora dentro do que já existe num negócio”. Partilhando a sua própria experiência, a empresária lembrou que “os gestores de sucesso devem passar em diante o seu conhecimento, à nova geração, e preparar os jovens para serem os líderes do futuro”. A empresária, que sublinha ser preciso “apostar na educação, em fortificar os recursos humanos e dar oportunidades a jovens sem recursos financeiros mas que são inteligentes e têm talento”, entregou ainda dezenas de exemplares do livro Como conduzir uma negociação, sobre Empreendedorismo e Gestão, aos alunos e à biblioteca da universidade.

De acordo com a comunicação do projeto, as candidaturas às Bolsas de Mérito Isabel dos Santos prolongam-se de 14 de outubro a 8 de novembro, e “para poderem inscrever-se os alunos terão de frequentar um curso de graduação da Universidade de Cabo Verde, ter média de pelo menos 16 valores, fazer uma entrevista, escrever uma carta motivacional, entregar uma carta de referência e apresentar comprovativo de regulamento familiar”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Portugal recebeu mais de 18 milhões de turistas até agosto

(Gerardo Santos / Global Imagens)

Portugal recebeu mais de 18 milhões de turistas até agosto

TVI-930x594

CMVM a analisar pedido de registo de OPA à Media Capital

Outros conteúdos GMG
Bolsa de Mérito: Isabel dos Santos dá propinas e estágios