Acordos

Bolsas europeias animadas com decisão de trégua de Washington e Pequim

(DR)
(DR)

Os Estados Unidos e a China decidiram suspender a imposição de taxas aduaneiras durante um prazo de 90 dias enquanto negoceiam um acordo comercial

As principais bolsas europeias arrancaram em alta, animadas com a decisão dos Estados Unidos e da China de suspenderem a imposição de taxas aduaneiras enquanto negoceiam um acordo comercial.

Cerca das 9h15 em Lisboa, o EuroStoxx 600 estava a subir 1,94% para 364,42 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt subiam 2,19%, 1,90% e 2,62%, respetivamente, enquanto as de Madrid e Milão avançavam 1,78% e 2,13%.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 09h15, o principal índice, o PSI20, avançava 1,47% para 4.986,15 pontos.

Os Estados Unidos e a China decidiram suspender a imposição de taxas aduaneiras durante um prazo de 90 dias enquanto negoceiam um acordo comercial.

A decisão adotada neste fim de semana na cimeira do G20 entre os Washington e Pequim também contribuiu para que o preço do petróleo Brent, de referência na Europa, tenha começado a semana com uma subida de 5,8%, para 62,14 dólares.

A subida do preço do petróleo também ocorreu depois do Qatar ter anunciado que vai sair da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) em janeiro.

Na próxima quinta-feira realiza-se a reunião da OPEP, que segundo analistas, poderia resultar num corte da produção da organização.

Em Espanha, os investidores analisam os resultados das eleições na Andaluzia, onde a esquerda perdeu a maioria e a soma do PP, Ciudadanos e Vox pode levar as forças de centro e direita ao Governo pela primeira vez na história da autonomia.

Em Nova Iorque, Wall Street terminou na sexta-feira em alta, com o Dow Jones a subir 0,79% para 25.538,46 pontos, depois de ter subido em 03 de outubro, para 26.828,39 pontos, atual máximo desde que foi criado em 1896.

O Nasdaq fechou a avançar também 0,79% para 7.330,54 pontos, depois de ter subido até aos 8.109,69 pontos em 29 de agosto, atual máximo de sempre.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1364 dólares, contra 1,1320 dólares na sexta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em fevereiro abriu hoje em forte alta, a cotar-se a 62,14 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 5,18% que na sessão anterior e depois de ter estado acima dos 85 dólares no início de outubro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Combustíveis

Encher o depósito para ir de férias fica mais barato: combustíveis descem preços

Combustíveis

Encher o depósito para ir de férias fica mais barato: combustíveis descem preços

Foto: Paulo Spranger

Contadores inteligentes acabam com estimativas na conta da luz

Outros conteúdos GMG
Bolsas europeias animadas com decisão de trégua de Washington e Pequim