Acordos

Bolsas europeias animadas com decisão de trégua de Washington e Pequim

Foto: D.R.
Foto: D.R.

Os Estados Unidos e a China decidiram suspender a imposição de taxas aduaneiras durante um prazo de 90 dias enquanto negoceiam um acordo comercial

As principais bolsas europeias arrancaram em alta, animadas com a decisão dos Estados Unidos e da China de suspenderem a imposição de taxas aduaneiras enquanto negoceiam um acordo comercial.

Cerca das 9h15 em Lisboa, o EuroStoxx 600 estava a subir 1,94% para 364,42 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt subiam 2,19%, 1,90% e 2,62%, respetivamente, enquanto as de Madrid e Milão avançavam 1,78% e 2,13%.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 09h15, o principal índice, o PSI20, avançava 1,47% para 4.986,15 pontos.

Os Estados Unidos e a China decidiram suspender a imposição de taxas aduaneiras durante um prazo de 90 dias enquanto negoceiam um acordo comercial.

A decisão adotada neste fim de semana na cimeira do G20 entre os Washington e Pequim também contribuiu para que o preço do petróleo Brent, de referência na Europa, tenha começado a semana com uma subida de 5,8%, para 62,14 dólares.

A subida do preço do petróleo também ocorreu depois do Qatar ter anunciado que vai sair da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) em janeiro.

Na próxima quinta-feira realiza-se a reunião da OPEP, que segundo analistas, poderia resultar num corte da produção da organização.

Em Espanha, os investidores analisam os resultados das eleições na Andaluzia, onde a esquerda perdeu a maioria e a soma do PP, Ciudadanos e Vox pode levar as forças de centro e direita ao Governo pela primeira vez na história da autonomia.

Em Nova Iorque, Wall Street terminou na sexta-feira em alta, com o Dow Jones a subir 0,79% para 25.538,46 pontos, depois de ter subido em 03 de outubro, para 26.828,39 pontos, atual máximo desde que foi criado em 1896.

O Nasdaq fechou a avançar também 0,79% para 7.330,54 pontos, depois de ter subido até aos 8.109,69 pontos em 29 de agosto, atual máximo de sempre.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1364 dólares, contra 1,1320 dólares na sexta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em fevereiro abriu hoje em forte alta, a cotar-se a 62,14 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 5,18% que na sessão anterior e depois de ter estado acima dos 85 dólares no início de outubro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lagarde centeno coronavirus

BCE. Portugal está amarrado aos bancos outra vez e isso é mau

Fotografia: Mário Cruz/EPA

Presidente da República acompanha preocupação sobre retoma de rotas da TAP

avião da TAP

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

Bolsas europeias animadas com decisão de trégua de Washington e Pequim