Brexit

Brexit: Parlamento vota acordo a 15 de janeiro

Fotografia: Andy Rain/ EPA.
Fotografia: Andy Rain/ EPA.

O debate sobre a saída do Reino Unido da União Europeia é retomado esta semana.

O acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) será levado ao parlamento britânico para votação no dia 15 de janeiro, avança a BBC, citando fontes do Governo. O adiamento desta votação, inicialmente prevista para 11 de dezembro, foi forçado na véspera devido a risco de chumbo por uma margem significativa, justificou na altura Theresa May.

A primeira-ministra britânica acelerou, assim, os apelos para ganhar mais apoiantes para o acordo. “Se o acordo não for aprovado vamos entrar num território desconhecido”, defendeu May, que enfrenta a oposição de uma fração do seu partido e dos sócios do Partido Democrático Unionista (SUP) da Irlanda do Norte.

Uma parte dos conservadores argumenta que abandonar a União Europeia sem um acordo a 29 de março – prazo que o Reino Unido tem para sair da UE com ou sem acordo – é melhor do que ratificar o pacto de May, apesar dos alertas do Banco de Inglaterra de que esse caminho poderia mergulhar a economia numa recessão.

Outros deputados defendem um segundo referendo que coloque a opção de parar o Brexit, embora tanto a liderança dos conservadores como os trabalhistas se recusem a apoiar esse caminho.

O acordo vai estar em debate esta semana, nos dias 9 e 10 de janeiro, podendo estender-se até dia 11.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno 
(EPA-EFE/PATRICIA DE MELO MOREIRA)

Lentidão nos reembolsos fazem disparar IRS em plena crise

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (C), acompanhado pelo ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno e pelo presidente da CP, Nuno Freitas (E), na assinatura do contrato de serviço público entre o Estado e a CP, na Estação do Rossio, em Lisboa, 28 de novembro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

CP sem contrato com Estado só tem dinheiro até junho

avião da TAP

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

Brexit: Parlamento vota acordo a 15 de janeiro