Brexit

Brexit trava a fundo emigração portuguesa para o Reino Unido

f1-londres-01-c-6d32e49b9f9c4bdd7812be07cd325fe97ea8df68

Receios em torno do Brexit afastam imigrantes do Reino Unido, especialmente os de origens na União Europeia

A indefinição que ainda envolve a saída do Reino Unido da União Europeia continua a fazer reféns. No ano passado, a emigração portuguesa para terras de Sua Majestade diminuiu 26%, mostra o Observatório da Emigração.

Em 2017, o Department for Work and Pensions contabilizou a entrada de 22 622 portugueses no Reino Unido, num universo total de 682 613 novos registos de estrangeiros. Os portugueses valem, assim, 3,3% deste total, uma fatia que vem a cair desde 2013.

O pico de imigração de portugueses para o Reino Unido aconteceu em 2015, altura em que entraram 32 301 cidadãos nacionais naquele País – a maioria qualificados. Em 2016, registou-se uma quebra de 5,4% no número de entradas, valor que, agora, em 2017 se acentuou fortemente para 26%.

O travão à emigração para Londres tem sido transversal entre os vários países de origem, mas sente-se com mais força entre os Estados-membros da União Europeia (-0,7% em 2016 e -20,5% em 2017).

No ano passado, os cortes foram mais evidentes nas entradas de espanhóis, franceses e italianos. “A aceleração da redução da emigração portuguesa para o Reino Unido parece pois explicar-se sobretudo pelos receios induzidos pelo Brexit”, refere o Observatório.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Patrick Drahi lidera grupo Altice. Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

Altice “culpa” demora da decisão dos reguladores para fim do negócio com TVI

Altice Logo 2

Analistas. “É difícil vermos uma nova tentativa de aquisição pela Altice”

Outros conteúdos GMG
Brexit trava a fundo emigração portuguesa para o Reino Unido