Europa

Bruxelas aprova última tranche de 15 mil milhões à Grécia

Primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras. REUTERS/Costas Baltas
Primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras. REUTERS/Costas Baltas

A Comissão Europeia congratulou-se pela decisão do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE). A programa de assistência à Grécia termina a 21 de agosto.

A Comissão Europeia congratulou-se esta terça-feira pela decisão do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE) de aprovar o desembolso da quinta e última tranche do programa de assistência à Grécia, considerando-a “uma última etapa importante” antes da conclusão deste em 21 de agosto.

“A Comissão congratula-se pela decisão tomada ontem [segunda-feira] pelo MEE de aprovar o desembolso final de uma ajuda financeira de 15 mil milhões de euros no âmbito do programa de assistência à Grécia”, começou por dizer a porta-voz do executivo comunitário, na conferência de imprensa diária da instituição, em Bruxelas.

Mina Andreeva frisou que a decisão do mecanismo europeu é “uma consequência do acordo global concluído na reunião do Eurogrupo de 22 de junho, que reconhece claramente que a Grécia honrou os seus compromissos no quadro da quarta avaliação do programa, adotando um importante programa de reformas”.

A porta-voz comunitária vincou ainda que o desembolso da quinta e última tranche é “uma última etapa importante para o programa grego, antes da sua conclusão, em 21 de agosto”.

O Conselho de Administração do MEE anunciou na segunda-feira a aprovação do desembolso da quinta e última tranche do programa de assistência à Grécia, no valor de 15 mil milhões de euros.

Com o desembolso da quinta e última tranche, a assistência do mecanismo à Grécia vai atingir os 61,9 mil milhões de euros, do total de um programa que está orçamentado em 86 mil milhões.

A aprovação por parte do Conselho de Administração do MEE do desembolso da última tranche consuma o decidido pelos ministros das Finanças da zona euro, em 22 de junho, quando foi alcançado um acordo sobre as modalidades da saída da Grécia do terceiro programa de assistência, que põe fim a oito anos de resgates a Atenas.

Nesse dia, os credores da Grécia chegaram a um compromisso que contemplava medidas de alívio da dívida grega, prolongamento dos prazos de pagamento dos empréstimos, uma última tranche de 15 mil milhões de euros como “almofada financeira”, mas também uma vigilância pós-programa reforçada.

A saída da Grécia do seu terceiro programa de assistência representa também o final do ciclo de resgates a países na zona euro no quadro da crise económica e financeira, entre os quais Portugal (2011-2014).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
Bruxelas aprova última tranche de 15 mil milhões à Grécia