OE2020

Bruxelas deverá decidir no dia 12 sobre descida do IVA da luz em Portugal

luzes, lâmpadas, iluminação

Primeiro-ministro espera decisão "favorável", esperando avançar com a autorização legislativa prevista no Orçamento do Estado.

O primeiro-ministro indicou esta sexta-feira que o Comité do IVA da União Europeia deverá reunir-se no próximo dia 12 de junho para avaliar o pedido de Portugal para reduzir o IVA da eletricidade em função do consumo.

“Neste momento está prevista para o próximo dia 12 de junho a realização da reunião do Comité do IVA que se vai pronunciar sobre o pedido de Portugal e espero que a resposta seja favorável“, afirmou António Costa na conferência de imprensa a seguir à reunião do Conselho de Ministros quando questionado sobre a notícia do Dinheiro Vivo.

Fonte da Comissão Europeia indicou ao DV que o Governo pode avançar com a medida, mesmo sem o parecer do Comité do IVA, explicando que o processo é uma “mera formalidade” e que posteriormente pode ser avaliada.

Respondendo aos jornalistas, o primeiro-ministro afirmou que as “alterações e estas regras específicas do IVA só podem ser adotadas por Portugal mediante parecer favorável do Comité do IVA da União Europeia”, esclarecendo que “as restrições à circulação decorrentes da covid introduziram sucessivos adiamentos nas reuniões” deste organismo.

António Costa voltou a defender a medida com dois argumentos: “é a forma ambientalmente mais responsável para não incentivar o sobreconsumo, mas pelo contrário a eficiência no consumo de energia”, começou por assinalar. “Em segundo lugar é socialmente mais justa, porque é sabida a correlação entre os rendimentos e o consumo da energia e gostaríamos de beneficiar mais quem tem menor capacidade”, frisou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Decisão do Reino Unido é “absurda”, “errada” e “desapontante”, diz Santos Silva

O primeiro ministro, António Costa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

António Costa admite despedimentos na TAP com menos rotas e aviões

Bruxelas deverá decidir no dia 12 sobre descida do IVA da luz em Portugal