Comércio Externo

Bruxelas responderá se Washington agravar taxas sobre automóveis

(REUTERS/Willy Kurniawan)
(REUTERS/Willy Kurniawan)

Em causa estão as tarifas alfandegárias sobre a importação de automóveis europeus.

A Comissão Europeia disse esta segunda-feira que dará uma resposta “rápida e adequada” se os Estados Unidos concretizarem a ameaça de aumentar as tarifas alfandegárias sobre a importação de automóveis europeus.

Na habitual conferência de imprensa diária da Comissão Europeia, o porta-voz do executivo comunitário, Margaritis Schinas, prometeu uma resposta “rápida e adequada” se um relatório elaborado pelo Governo norte-americano “se traduzir em medidas prejudiciais para as exportações europeias” de automóveis.

No domingo, o secretário norte-americano do Comércio, Wilbur Ross, apresentou oficialmente ao Presidente Donald Trump um documento sobre a indústria automóvel que poderá permitir a cobrança de novas taxas alfandegárias sobre as importações de automóveis e peças da União Europeia (UE).

A Casa Branca tem agora 90 dias para decidir sobre as taxas suplementares, podendo agravar um conflito comercial com a UE iniciado com as tarifas sobre o aço e alumínio.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: direitos reservados

RGPD. Um ano depois, mercado português pede maturidade e legislação

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Outros conteúdos GMG
Bruxelas responderá se Washington agravar taxas sobre automóveis