Burlão da ONU plagiou tese do Banco Mundial sobre desigualdade

Artur Baptista da Silva
Artur Baptista da Silva

Nos seus contatos profissionais, Artur Baptista da Silva fornecia a
“sua” tese de doutoramento, “Growth, Inequality and Poverty, Looking
Beyond Averages”, um documento plagiado a um quadro do Banco Mundial.

Para além de consultor das
Nações Unidas, Artur Baptista da Silva intitulava-se professor
catedrático, com o grau obtido numa universidade americana com a tese
“”Growth, Inequality and Poverty, Looking Beyond Averages”, a qual
fornecia aos seus interlocutores. Porém, trata-se (ver ficheiros em
anexo) de um plágio de um trabalho de Martin Ravallion, quadro do banco
Mundial.

Compare as duas teses:

1. A original do Banco Mundial

2. A versão plagiada de Artur Baptista da Silva

Uma rápida comparação entre ambos os trabalhos (o de
Martin Ravallion encontra-se disponível da Internet), revela uma cópia
perfeita.

Foi com este documento que, há poucos anos, Artur
Baptista da Silva, intulando-se membro da direção do Instituto Piaget,
solicitou a dois jornalistas a concepção de um projecto para a criação
de um curso de comunicação social naquela instituição. Segundo um dos
jornalistas abordados, “o projeto foi realizado e o senhor pagou-nos,
não exigindo recebido”.

O nome de Artur Bapista da Silva foi
veiculado nas últimas semanas como um dos autores de um suposto estudo
do Programa para o Desenvolvimento Humano das Nações Unidas sobre os
impactos da austeridade em Portugal. Porém, como revela hoje a edição
impressa do DN, tudo pode não passar de mais um burla praticada por
alguém que tem um extenso passado criminal nesta área.

Leia mais em www.dn.pt

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A administradora delegada da Media Capital, Rosa Cullell (E), acomapnhada pelo CEO da Altice Media, Alain Weill (2-E), do CEO do Grupo Altice, Michel Combes (2-D), e do Chairman e CEO da Portugal Telecom, Paulo Neves (D), fala durante uma conferência de imprensa sobre a compra da Altice sobre o grupo Media Capital,. Fotografia: ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Compra da TVI pelo Meo pode “criar entraves significativos à concorrência”

Foto: ANDRÉ KOSTERS / LUSA

Financial Times destaca “sucesso socialista” na recuperação de Portugal

(Fábio Poço / Global Imagens)

Desempregados inscritos nos centros de emprego sobem 0,5% em agosto

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Burlão da ONU plagiou tese do Banco Mundial sobre desigualdade