pensões

Caixa Geral de Aposentações vai reduzir atrasos nas pensões

Pensões vão ter novos cortes

Pensões de aposentação demoram entre 100 e 300 dias a chegar aos requerentes.

A partir de dezembro, a Caixa Geral de Aposentações (CGA) vai acelerar o processo de atribuição de pensões. Atualmente, as pensões de aposentação de quem descontou apenas para o Estado estão a demorar cerca de 100 dias. Já no caso das unificadas, daqueles que além do Estado descontaram também para o setor privado, o tempo de espera eleva para os 10 meses.

A CGA pretende, assim, aplicar algumas medidas que foram tomadas na Segurança Social, escreve o Jornal de Negócios, esta quarta-feira. O objetivo é que o prazo de 30 dias – que os funcionários públicos têm para confirmar se aceitam o valor da pensão – seja encurtado e que, tal como na Segurança social, o pedido seja aprovado de forma tácita se a pessoa não responder. Os requerentes terão ainda a possibilidade de prescindir da fase inicial do processo.

A entidade está também a começar a reconstituir antecipadamente as carreiras dos funcionários antes de o pedido ser realizado, de forma a que quando os pedidos sejam apresentados parte do trabalho já esteja feito.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Caixa Geral de Aposentações vai reduzir atrasos nas pensões