Promoção internacional

Calçado à conquista de clientes com a campanha ‘Why Portugal’?

A carregar player...

São cinco razões que vão desde a fiabilidade, a qualidade e a capacidade de inovação das empresas, passando pela segurança do país, a sua posição geográfica e a hospitalidade das suas gentes que são apresentadas na mais recente campanha digital da indústria do calçado

Arranca domingo, em Milão, mais uma edição da Micam, a maior feira mundial de calçado, e a associação do sector, a APICCAPS , está apostada em lembrar aos compradores internacionais que as empresas portuguesas são parceiros de negócio “fiáveis e de excelência”. E avança com cinco razões para o provar, em vídeo. A campanha ‘Why Portugal’ foi esta sexta-feira lançada no Facebook e chegará, nos próximos dias, em força, ao Youtube e ao Linkedin.

O vídeo, que chegará, nos próximos dois meses, a cerca de 150 mil profissionais em todo o mundo, destaca “a realidade portuguesa e as suas vantagens comparativas” enquanto destino privilegiado de negócios. A primeira newsletter chega hoje às caixas de correio digital de cerca de 16 mil profissionais, convidando-os a conhecer as empresas portuguesas presentes na Micam.

“Esta é uma iniciativa que faz parte de uma estratégia mais ampla que pretende apresentar a oferta portuguesa de uma forma integrada”, explicou ao Dinheiro Vivo o diretor de comunicação da APICCAPS. Paulo Gonçalves refere que a associação afeta, anualmente, um milhão de euros à promoção da imagem da indústria e que os projetos em suporte digital representam já 40% deste valor. E dá o exemplo do canal Portuguese Shoes no Youtube que, em cinco anos, acumulou já 600 vídeos de suporte.

E quais são, então, as cinco razões a ter em conta? A primeira é que “em Portugal está sedeado um dos clusters de calçado mais reputados do mundo”, que oferece “capacidade de resposta, qualidade e serviço de eleição” e, por isso, exporta todos os anos mais de 80 milhões de pares de sapatos para 163 países em todo o mundo.

A segunda é a segurança, já que, diz a Forbes, “Portugal é um dos 20 países mais seguros do mundo para fazer negócios”, e a terceira a capacidade tecnológica e de inovação: “A indústria portuguesa está em constante evolução e quer ser líder no desenvolvimento de respostas sustentáveis”. E, claro, o país beneficia de uma “localização geográfica única”, com acessos fáceis e rápidos, por via terrestre, à Europa centrar, e com uma vasta costa atlântica que “privilegia operações comerciais de longo curso”, designadamente para os Estados Unidos, Canadá ou a América Latina.

E, por fim, se o cliente ainda não estiver convencido, o quinto e último argumento: “Portugal não é apenas um parceiro de negócios exemplar, o país distingue-se pela sua hospitalidade ímpar e paisagens extraordinárias”. “Está à espera de quê?”, pergunta a APICCAPS.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Turistas passeiam na baixa de Quarteira dia 19 de março de 2020. (LUÍS FORRA/LUSA)

Desemprego no Algarve triplica em maio por quebras no turismo

rui_torgal_era_portugal_1

ERA está a contratar 500 novos colaboradores em Portugal

(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

OE Suplementar: Oposição levou 263 propostas a votação, passaram 35

Calçado à conquista de clientes com a campanha ‘Why Portugal’?