Turismo

Caldeira Cabral anuncia abertura de Call para o Turismo com 18 milhões

O ministro da Economia anunciou que a Portugal Ventures vai abrir candidaturas para o turismo. Capital de risco tem 18 milhões de euros para projetos.

A Portugal Ventures, sociedade pública de capital de risco, vai abrir uma Call para o Turismo [candidaturas para empresas deste setor], com uma dotação de 18 milhões de euros. O anúncio foi feito esta segunda-feira, 24 de setembro, pelo ministro da Economia, numa cerimónia de lançamento do NEST – Centro de Inovação do Turismo.

A capital de risco pública já tinha admitido que estava a preparar a abertura de uma call para o turismo, cujo prazo de candidaturas arranca a 3 de outubro. A Portugal Ventures, no final de agosto, tinha assumido que “a partir de outubro, a Portugal Ventures chama o ecossistema nacional empreendedor a apresentar projetos turísticos, alargando o âmbito da sua atuação a oportunidades de investimento em projetos não tecnológicos”. Em entrevista ao Dinheiro Vivo em julho, Rita Marques, CEO da capital de risco, tinha já avançado que a sociedade tinha liquidez nesta área e que pretendia abrir Call para a área do turismo.

Agora, Manuel Caldeira Cabral adiantou que os tickets de financiamento, tal como sucede em outras call da Portugal Ventures, vai de 300 mil euros a um milhão e meio de euros

O NEST – Centro de Inovação do Turismo – uma associação de direito privado, resulta de uma parceria entre o Turismo de Portugal e um conjunto de parceiros fundadores que subscreveram a Carta de Missão do Centro. Os parceiros desta iniciativa são: Amadeus Portugal, ANA Aeroportos, o banco BPI, a Brisa, o Google, a Microsoft, o Millennium BCP e a Nos. Este centro quer potenciar Portugal como um hub de inovação e desenvolvimento digital neste setor.

Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, concretizou ainda durante a cerimónia de lançamento deste centro, que o objetivo do NEST é promover a inovação, bem como apoiar as empresas e modelos de negócio. Para isso vai trabalhar diretamente com aceleradoras, incubadoras e universidades. “Hoje Portugal é laboratório perfeito para qualquer empresa, para experimentar. Queremos mostrar que temos os recursos que nos podem ajudar a promover e lançar Portugal como Hub de inovação”, disse Luís Araújo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lagarde centeno coronavirus

BCE. Portugal está amarrado aos bancos outra vez e isso é mau

Fotografia: Mário Cruz/EPA

Presidente da República acompanha preocupação sobre retoma de rotas da TAP

avião da TAP

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

Caldeira Cabral anuncia abertura de Call para o Turismo com 18 milhões