Turismo

Caldeira Cabral anuncia abertura de Call para o Turismo com 18 milhões

O ministro da Economia anunciou que a Portugal Ventures vai abrir candidaturas para o turismo. Capital de risco tem 18 milhões de euros para projetos.

A Portugal Ventures, sociedade pública de capital de risco, vai abrir uma Call para o Turismo [candidaturas para empresas deste setor], com uma dotação de 18 milhões de euros. O anúncio foi feito esta segunda-feira, 24 de setembro, pelo ministro da Economia, numa cerimónia de lançamento do NEST – Centro de Inovação do Turismo.

A capital de risco pública já tinha admitido que estava a preparar a abertura de uma call para o turismo, cujo prazo de candidaturas arranca a 3 de outubro. A Portugal Ventures, no final de agosto, tinha assumido que “a partir de outubro, a Portugal Ventures chama o ecossistema nacional empreendedor a apresentar projetos turísticos, alargando o âmbito da sua atuação a oportunidades de investimento em projetos não tecnológicos”. Em entrevista ao Dinheiro Vivo em julho, Rita Marques, CEO da capital de risco, tinha já avançado que a sociedade tinha liquidez nesta área e que pretendia abrir Call para a área do turismo.

Agora, Manuel Caldeira Cabral adiantou que os tickets de financiamento, tal como sucede em outras call da Portugal Ventures, vai de 300 mil euros a um milhão e meio de euros

O NEST – Centro de Inovação do Turismo – uma associação de direito privado, resulta de uma parceria entre o Turismo de Portugal e um conjunto de parceiros fundadores que subscreveram a Carta de Missão do Centro. Os parceiros desta iniciativa são: Amadeus Portugal, ANA Aeroportos, o banco BPI, a Brisa, o Google, a Microsoft, o Millennium BCP e a Nos. Este centro quer potenciar Portugal como um hub de inovação e desenvolvimento digital neste setor.

Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, concretizou ainda durante a cerimónia de lançamento deste centro, que o objetivo do NEST é promover a inovação, bem como apoiar as empresas e modelos de negócio. Para isso vai trabalhar diretamente com aceleradoras, incubadoras e universidades. “Hoje Portugal é laboratório perfeito para qualquer empresa, para experimentar. Queremos mostrar que temos os recursos que nos podem ajudar a promover e lançar Portugal como Hub de inovação”, disse Luís Araújo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Centeno ladeado pelos representantes dos dois maiores credores de Portugal: Pierre Moscovici (Comissão) e Klaus Regling (ESM). Fotografia: EPA/JULIEN WARNAND

Centeno usa verbas da almofada de segurança para pagar aos credores europeus

O bastonário da Ordem dos Notários, Jorge Batista da Silva. Fotografia: Gonçalo Villaverde/Global Imagens

Ordem dos Notários desmente declarações de Álvaro Santos Pereira

Quinta do Lago

Algarve é o melhor destino de golfe do mundo para 2020

Outros conteúdos GMG
Caldeira Cabral anuncia abertura de Call para o Turismo com 18 milhões