Câmara de Cascais investe 3,6 milhões em escolas

Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais
Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais

O presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, disse que o município vai investir 3,6 milhões de euros na construção ou recuperação de escolas durante este ano letivo.

A medida foi anunciada após a inauguração de uma obra numa escola básica em São Domingos de Rana, uma nova zona de recreio que custou 100 mil euros e foi proposta pelos próprios alunos.

Segundo o autarca, o investimento vai abranger 20 escolas do concelho, com as intervenções a ocorrer este ano letivo.

As principais obras vão ocorrer na Padre Agostinho da Silva (nova escola), no Polo Tecnológico de Formação da Escola Matilde Rosa Araújo, na Secundária Ibn Mucana (novo refeitório) e na EB23 de Santo António da Parede (remoção de amianto).

“Este foi o melhor arranque de ano letivo de sempre em Cascais, com escolas bem equipadas, professores colocados, alunos motivados e pais descansados. O ano letivo tem corrido como um relógio suíço: a tempo e horas”, disse o autarca à Lusa.

Carlos Carreiras sublinhou ainda que, desde 2011, a autarquia investiu 16,1 milhões de euros em novas escolas ou na recuperação de estabelecimentos.

“A Educação é um dos pilares do Estado Social local. Não temos poupado nem meios nem recursos financeiros para continuar a reforçar este pilar da democracia e da igualdade de oportunidades”, concluiu.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: direitos reservados

RGPD. Um ano depois, mercado português pede maturidade e legislação

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Outros conteúdos GMG
Câmara de Cascais investe 3,6 milhões em escolas