Taxa turística

Câmara de Évora estuda aplicação de taxa turística sobre dormidas

evora centro historicofoto DR

Autarquia admite que a medida possa estar em vigor em 2019.

A Câmara de Évora vai estudar a aplicação de uma taxa sobre as dormidas de turistas nos alojamentos e unidades hoteleiras do concelho, admitindo que a medida, caso se justifique, possa entrar em vigor em 2019.

“Temos um conjunto vasto de situações em que o turismo tem impactos e não será justo atirar o suporte de alguns dos custos integralmente para os residentes”, afirmou esta quinta-feira à agência Lusa o presidente do município, Carlos Pinto de Sá. O autarca referiu que, nesse sentido, o município decidiu “avançar, numa primeira fase, com um estudo sobre a eficácia e utilidade” da medida, à qual se seguirá “uma discussão na câmara e na assembleia municipal e com os operadores turísticos”.

“Se se justificar, admito que a implementação [da taxa turística sobre dormidas] possa ocorrer durante o ano de 2019”, frisou, adiantando que técnicos do município já começaram a “recolher elementos para o estudo”.

Pinto de Sá assinalou que o crescimento do turismo tem tido “enormes impactos positivos” na cidade, nomeadamente na “visibilidade e atratividade que Évora tem”, e até com benefícios para a área económica.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Foto: DR

IMI baixa para mais de 24 mil famílias que pediram reavaliação

NOS

Avaria na rede da NOS afetou milhares de clientes

Bandeira de Angola

Ex-presidente do Fundo Soberano de Angola libertado

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Câmara de Évora estuda aplicação de taxa turística sobre dormidas