Arrendamento

Câmara de Lisboa tem 24 casas com rendas entre 156 e 342 euros

Pressão turística estará a afastar residentes dos bairros típicos de Lisboa.
Fotografia: Gonçalo Villaverde / Global Imagens
Pressão turística estará a afastar residentes dos bairros típicos de Lisboa. Fotografia: Gonçalo Villaverde / Global Imagens

As candidaturas para mais uma edição do Programa Renda Convencionada abriram esta segunda-feira e há 24 casas com rendas entre 156 e 342 euros.

A Câmara de Lisboa abriu mais uma edição do Programa de Renda Convencionada. Desta vez há 24 habitações disponíveis na cidade a preços acessíveis para os mais jovens e com menores rendimentos. As casas variam entre T1 e T3 e as rendas oscilam entre os 156 e os 342 euros. Oeiras também está a sortear 6 habitações.

As candidaturas abriram esta segunda-feira, 8 de maio e encerram a 8 de junho, mas os interessados poderão visitar as habitações entre 15 de maio e 2 de junho. Antes de avançar para o terreno convém consultar a lista e os horários das visitas, no site Re-Habitar.

Este programa dirige-se às famílias que pretendem viver em Lisboa mas não têm rendimentos que lhes permitam arrendar uma casa no mercado privado, ainda que estejam também fora do regime de acesso a uma habitação social municipal.

E que casas são estas que a autarquia coloca no Programa de Renda Convencionada? Essencialmente fogos municipais que estão em bom estado de conservação ou que necessitam de pequenas remodelações.

Leia aqui as condições do programa

Os destinatários deste programa são pessoas, maiores de 18 anos, que aufiram um rendimento bruto (antes de impostos e descontos para a segurança social) compatível com uma renda que representa uma taxa de esforço mínima de 10% e máxima de 40%, que não tenham dívidas fiscais nem contas em atraso com a autarquia.

Para se poder avançar com uma candidatura e ser elegível é ainda necessário que não possuam nenhuma casa na cidade de Lisboa ou com possibilidade legal de a ocuparem. Não podem ainda ser arrendatários de casas que seja propriedade da Câmara.

Além da renda ser relativamente baixa, é ainda possível aos contemplados candidatarem-se ao apoio ao arrendamento “Porta 65 jovem”, cujas candidaturas estão também a decorrer. Mas para tal, não poderão ter mais de 30 anos de idade.

Em Oeiras, a autarquia também vai sortear no dia 10 de maio seis habitações (entre T0, T1 e T2), localizadas no Centro Histórico de paço de Arcos, com rendas abaixo do valor de mercado.

Para já, estão inscritos e em condições de integrar o sorteio 565 candidatos a este programa Habitação Jovem.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Câmara de Lisboa tem 24 casas com rendas entre 156 e 342 euros