Coronavírus

Cancelada a feira Portugal Home Week 2020

Presidente da APIMA, Joaquim Carneiro, na Portugal Home Week 2019  Fotografia: DR
Presidente da APIMA, Joaquim Carneiro, na Portugal Home Week 2019 Fotografia: DR

O Salone del Mobile, em Milão, foi adiado para junho, em datas que colidem com as do certame português.

A Associação Portuguesa das Indústrias do Mobiliário e Afins (APIMA) decidiu cancelar a edição deste ano da Portugal Home Week, feira dedica aos sectores da Fileira Casa, invocando a “instabilidade internacional provocada pela epidemia do coronavírus”.

Em causa está a decisão dos italianos de passarem o Salone del Mobile, um dos maiores eventos mundiais do sector, que decorre em Milão, uma das cidades europeias mais afetadas pela doença, transferirem o seu evento, inicialmente agendado para os dias 21 a 26 de abril, para a semana 16 a 21 de junho. Datas que colidem com as do Portugal Home Week, que deveria decorrer na Alfândega do Porto de 17 a 19 de junho.

“O Home Show, espaço expositivo das melhores empresas nacionais da Fileira Casa, estava já lotado, registando níveis de adesão muito superiores aos da primeira edição, realizada no ano passado. Das empresas inscritas, cerca de 70% participa, também, no Salone del Mobile”, refere a APIMA em comunicado. Acrescenta que, confrontada com esta sobreposição, e face ao “preenchido calendário de iniciativas sectoriais agendadas até ao final do ano”, optou pelo cancelamento do evento no Porto.

Uma “decisão difícil”, mas que salvaguarda, simultaneamente, “a saúde pública e o superior interesse das empresas nacionais”, defende o presidente da APIMA. “Dividir esforços e a atenção mediática seria negativo para as nossas empresas e para o próprio posicionamento do evento. Preferimos apostar no apoio às empresas nacionais nesta fase complicada, que tem afetado não só os encontros empresariais, como as próprias cadeias de fornecimento, e preparar atempadamente uma edição 2021 que reforce, ainda mais, a inovação, a sofisticação e a pujança da Fileira Casa Portuguesa”, justifica Joaquim Carneiro.

As indústrias da Fileira Casa Portuguesa geraram, em 2018, cerca de 3,5 mil milhões de euros, sendo que 2,5 mil milhões foram resultado de exportações para mais de 180 mercados, com destaque para França, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos da América.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, e Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.  MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salários, crédito, moratórias e rendas. O que vai ajudar famílias e empresas

EPA/Enric Fontcuberta

Mais de 100 mil recibos verdes candidataram-se ao apoio à redução da atividade

A ministra da Saúde, Marta Temido.. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

295 mortos e 11 278 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Cancelada a feira Portugal Home Week 2020