Diplomacia

Candidaturas a estágios nas embaixadas decorrem até final do mês com 85 vagas

Instituto de Emprego e Formação Profissional
Instituto de Emprego e Formação Profissional

As candidaturas à quarta edição do programa de estágios remunerados nos serviços periféricos externos do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) arrancaram na terça-feira e terminam no final do mês, estando prevista a admissão de 85 estagiários.

De acordo com o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), os estágios ao abrigo do programa PEPAC-MNE terão início a 15 de outubro de 2019 e realizam-se nas embaixadas, consulados-gerais, missões e representações de Portugal.

Os estágios profissionais têm a duração de um ano e destinam-se a jovens licenciados até aos 30 anos ou 35 anos, no caso de serem portadores de incapacidade permanente igual ou superior a 60%.

De acordo com a publicação do IEFP, “são admitidos 85 estagiários que desempenham funções no âmbito da política externa, de acordo com uma das áreas de estágio a que se podem candidatar: Diplomacia Económica ou Diplomacia Política e Apoio Consular”.

Os candidatos serão selecionados através de avaliação curricular e entrevista e os estagiários terão direito a uma bolsa mensal em função do país onde o estágio decorre e um subsídio de refeição, de montante idêntico ao da generalidade dos trabalhadores que exercem funções públicas.

Beneficiam ainda de um seguro obrigatório de acidentes de trabalho, de uma viagem de ida e de volta entre Portugal e o país onde se realiza o estágio e de uma consulta de viajante e respetiva vacinação.

As candidaturas à quarta edição do PEPAC-MNE podem ser submetidas até dia 30 de abril através da plataforma disponível no site da BEP- Bolsa de Emprego Público.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Candidaturas a estágios nas embaixadas decorrem até final do mês com 85 vagas