Turismo

Cannes mostra “curiosidade” por Portugal como destino de filmagens

Cannes
EPA/GUILLAUME HORCAJUELO
Cannes EPA/GUILLAUME HORCAJUELO

Fundo de Apoio ao Turismo, Cinema e Audiovisual permite reembolso de até 30% nas despesas dos projetos.

Um evento promovido por Portugal durante o Festival de Cannes para promover o país como destino de filmagens contou, no sábado, com cerca de cem realizadores e produtores, despertando “curiosidade” em relação ao programa de incentivos para rodar filmes.

“Foi um momento de notoriedade para Portugal como destino de filmagens. Sente-se que em Cannes há curiosidade e muitas produtoras com vontade ir a Portugal para encontrar um local de filmagens”, disse a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, em declarações à Lusa.

Quase uma centena de realizadores e produtores estiveram presentes no cocktail organizado pelo Turismo de Portugal e pelo Instituto do Cinema e do Audiovisual durante o Festival de Cannes, em França, para promover o novo programa nacional de acompanhamento e crédito fiscal para os filmes rodados no país.

Um dos oradores no evento português foi Saïd Ben Saïd, produtor de filmes como “O Deus da Carnificina”, “Aquarius” e, mais recentemente, “Frankie”, rodado em Portugal ao abrigo deste regime e em competição este ano em Cannes.

O produtor qualificou a experiência em Portugal como “excecional”.

Criado em 2018, o Fundo de Apoio ao Turismo, Cinema e Audiovisual tem uma dotação anual de 12 milhões de euros e a candidatura ao fundo implica que seja feito um investimento mínimo de 500 mil euros em território nacional, no caso de filmes rodados em Portugal, e de 250 mil euros, no caso de trabalho de produção.

Este fundo permite um reembolso até 30% das despesas dos projetos, num espaço de cerca de 20 dias, mediante determinados critérios.

“Por um lado valorizam-se os filmes que mostrem Portugal e que se reconheçam que são filmados em Portugal, mas que também valorizem o património e usem equipas técnicas portuguesas, deixando o maior valor possível em Portugal. Avalia-se também a capacidade de internacionalização do filme e do número de mercados que vai atingir”, indicou a secretária de Estado.

Para reforçar este programa, o Governo anunciou na sexta-feira a criação da Portugal Film Commission (PFC), que visa promover o país como destino de filmagens e agilizar os processos de autorização de produções cinematográficas estrangeiras em território nacional.

A Film Commission foi também apresentada em Cannes.

Desde a sua criação, o fundo já apoiou 26 projetos e tem 14 candidaturas em análise.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Teste - Redação DV

Liberdade e sustentabilidade dos media, com ou sem apoio do governo?

Regime dos residentes não habituais garante isenção de IRS a quem recebe pensões do estrangeiro.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Primeiros 18 residentes não habituais prestes a perder benefício

Salvador de Mello, CEO do grupo CUF (Artur Machado/Global Imagens)

CUF vai formar alunos médicos de universidade pública

Outros conteúdos GMG
Cannes mostra “curiosidade” por Portugal como destino de filmagens