transportes

‘Carpooling’. Já pensou em ir de férias à boleia com um estranho?

dicas-estrada-conducao-f3155d12a7c5c69f9934fa7679a1481aed07b76f

Partilhar carro para poupar na despesa já é comum. Mas já não precisa de esticar o dedo na estrada. Hoje, as boleias estão à distância de um clique.

Todos os anos, o cenário é o mesmo. Na hora de rumar à estrada para ir ou voltar de férias, o trânsito é caótico. Também existem “horas de ponta” nas férias. Mudanças de quinzena ou mesmo de semana são propícias a grande afluência de automóveis nas estradas portuguesas.

Se não dispensa do conforto do automóvel, saiba que é cada vez mais comum e seguro viajar à boleia. Além de ser mais amigo do ambiente, contribuindo para a diminuição de veículos na estrada, ainda poupa algum dinheiro ao partilhar a viagem.

Carpooling

O termo em inglês consiste em partilhar o carro e as despesas numa viagem entre vários passageiros. Seja para ir para o trabalho ou fazer uma viagem longa pelo país. No fundo é uma boleia mas com uma pequena diferença. Não precisa de ir esticar o dedo para a beira da estrada. Hoje em dia, as boleias estão à distância de um clique na internet.

Como funciona

Nas plataformas de carpooling existem dois tipos de utilizadores: condutores e passageiros. Os condutores colocam o trajeto que vão realizar, o horário, o valor das despesas e quantos lugares têm disponíveis. Os passageiros só têm de procurar o destino que pretendem e entrar em contacto com os condutores.

Vantagens

Imagine fazer uma viagem sozinho do Porto ao Algarve. Já fez as contas? A primeira vantagem é, sem dúvida, a poupança. Se forem cinco pessoas, já pensou no que poupa só em combustível e portagens? Outro benefício é a diminuição de congestionamento rodoviário e consequente emissão de gases poluentes. E, claro, ao partilhar o carro vai conhecer pessoas novas e tornar as viagens mais animadas.

Desvantagens

Uma das desvantagens prende-se com a segurança. É normal ter receio de viajar com estranhos. Contudo, as plataformas existentes atualmente têm um sistema de classificação de utilizadores para garantir a máxima segurança possível. Outra desvantagem é estar condicionado aos horários do condutor. Mas, com tantas plataformas disponíveis, é fácil pesquisar o horário que preferir.

Plataformas

Em Portugal há seis anos, a BlaBlaCar é a maior rede social de viagens de longa distância em carro partilhado, com mais de 30 milhões de membros em 22 países. Para escolher e fixar o preço por lugar, o condutor baseia-se no valor que é recomendado pela plataforma, tendo em conta o itinerário e custos. Os condutores podem ainda ajustar o preço, mas nunca excedendo um limite preestabelecido. Na BlaBlaCar, as transações são feitas online.

Desde 2013, existe também a Boleia.net, um projeto desenvolvido pela startup Lindoweb. Além de desenvolver carpooling em longos trajetos, esta plataforma foca-se também nas deslocações curtas e mais regulares, com a solução Empresas à Boleia. Nesta plataforma, o pagamento é feito diretamente no carro entre o passageiro e o condutor. Mas nem sempre há pagamento em dinheiro. Por exemplo, quem partilha deslocações diárias pode decidir alternar semanalmente quem leva o carro.

Também a Brisa lançou uma plataforma de carpooling, a Via Verde Boleias, em 2017. O funcionamento é semelhante às outras plataformas, mas destaca-se pela existência de grupos públicos e privados, seja para festivais, universidades ou empresas.

Existem ainda vários grupos no Facebook, em que os utilizadores colocam anúncios de oferta ou procura de boleias. Basta procurar “boleias” e o nome da cidade onde se encontra.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno 
(EPA-EFE/PATRICIA DE MELO MOREIRA)

Lentidão nos reembolsos fazem disparar IRS em plena crise

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (C), acompanhado pelo ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno e pelo presidente da CP, Nuno Freitas (E), na assinatura do contrato de serviço público entre o Estado e a CP, na Estação do Rossio, em Lisboa, 28 de novembro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

CP sem contrato com Estado só tem dinheiro até junho

avião da TAP

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

‘Carpooling’. Já pensou em ir de férias à boleia com um estranho?