Carros híbridos e elétricos valem 38,2% das vendas

Mercado automóvel ainda em queda. Recua 5,9% face a 2021, mas está 38% abaixo de 2019

Quase quatro em cada 10 novos carros vendidos em Portugal são movidos a energias alternativas. Os dados são da Associação Automóvel de Portugal (ACAP) e mostram que, entre janeiro e julho, 38,2% dos veículos ligeiros de passageiros matriculados novos eram movidos a outro tipo de energia, nomeadamente elétricos, híbridos e plug-in. Só os elétricos representam 9,9%.

No total, foram matriculados em Portugal 16 897 veículos automóveis em julho, sendo que, desde o início do ano, foram colocados em circulação 106 879 novos veículos. Números que representam, em termos mensais, um aumento de 18,8% face a julho de 2021, mas uma quebra de 22,5% comparativamente a igual mês de 2019. Já no acumulado do ano, a perda é ainda maior: o mercado está a cair 5,9% em relação a 2021, mas perde 38% comparativamente aos primeiros sete meses de 2019.

A quebra maior é nos ligeiros de mercadorias, que estão a cair 19,7% no acumulado do ano para 13 604 unidades vendidas. Já os ligeiros de passageiros estão a recuar 4,1%, num total de 89 944 carros matriculados. A quebra no total de ligeiros é de 6,5%.

Mais pesados
Em contrapartida, o mercado de veículos pesados está a crescer. Em julho quase duplicou, face há um ano, num total de 528 veículos vendidos, e, nos primeiros sete meses do ano, o acréscimo é de 17,2%, correspondente a 3331 veículos.

Os pesados de passageiros são os grandes responsáveis por esta performance, com as vendas a mais do que quadruplicar (380,6%) em julho e a triplicar (209,4%) no acumulado do ano: 173 veículos vendidos em julho, 1024 desde o início do ano.

Voltando aos ligeiros de passageiros, a grande fatia do mercado, no top 5 das principais marcas vendidas em Portugal, só uma está a crescer, a Toyota, que vendeu 6220 novos carros, mais 1036 do que nos primeiros sete meses de 2021, o que representa um aumento de 20%.

No top 10, crescem ainda as vendas da Dacia, que quase duplicou o número de carros vendidos (5181 veículos, um aumento de 96,8%), a Hyundai, que matriculou 4682 carros, mais 6,1%, e a Kia, que vendeu 4185 novos veículos, mais 42,8% do que no período homólogo.

Destaque ainda para o aumento de 68,7% da Tesla, que este ano vendeu 1061 carros em Portugal, mais 432 do que nos primeiros sete meses de 2021.

Nos carros de luxo, há que assinalar os 143,8% de crescimento da Bentley, que vendeu 39 carros em Portugal, contra os 16 de 2021, bem como os 173,3% da Maserati, que em vez de 15 vendeu 41 novos carros este ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de